Durante anos, a engenharia social tem sido uma técnica eleita pelos ciber-criminosos para infectar os utilizadores. De facto, a popularidade das redes sociais tem resultado num aumento dos ataques que utilizam este tipo de técnicas. Não nos esqueçamos da escala em que estas redes sociais são utilizadas: o Facebook tem mais de 500 milhões de utilizadores, e o Twitter continua a crescer, com mais de 190 milhões de utilizadores. É cada vez mais comum que os utilizadores destas redes comuniquem com os seus amigos e conhecidos por esse meio em vez de utilizarem o e-mail, por exemplo, e os ciber-criminosos estão cientes disto.

O enorme sucesso do Twitter, a ferramenta de micro-blogging mais utilizada no mundo, tem atraído demasiada atenção (indesejada) por parte dos ciber-criminosos. Recentemente, as contas de 33 celebridades e figuras públicas, como Britney Spears e Barack Obama, tiveram que ser suspensas após hackers se terem infiltrado e distribuído informações falsas e difamatórias. Na mesma altura surgiu um worm desenvolvido para infectar os utilizadores do Twitter ao visitarem perfis de outros utilizadores infectados, contribuindo para a sua propagação.
 Chegam finalmente as tão aguardadas férias de Verão. Após meses de duro trabalho, temos por fim a nossa recompensa. Chegou o momento de procurar destinos, escolher hotéis, comparar preços. E em tudo isto a Internet tem um papel fundamental, já que se tornou num dos sistemas mais utilizados para organizar as férias de milhares de pessoas em todo o mundo.

O carácter imediato, a comodidade e o facto de permitir comparar informações e preços são alguns dos motivos porque cada vez mais se recorre à Internet para reservar férias, mas devemos ter em conta os problemas que podem surgir se não tomarmos as devidas medidas de segurança. A Kaspersky Lab oferece, assim uma série de conselhos para estar alerta e não ser vítima de esquemas fraudulentos que acabem por arruinar aquela que deveria ser a melhor altura do ano.
 Os sistemas Mac sempre gozaram da reputação de serem invulneráveis a vírus, pelo menos entre utilizadores de Mac… E apesar de todos os esforços para se consciencializar para a existência de ameaças destinadas a estas plataformas, e de recomendar a instalação de uma solução de segurança eficaz, provavelmente só daqui a alguns anos esta ideia estará completamente assimilada, tal como no ano 2000, quando iniciámos esforços para convencer os utilizadores de Windows a protegerem-se. A quota de mercado da Apple está a crescer rapidamente, representando para os ciber-criminosos um enorme número de novas potenciais vítimas.

Mas… insistindo: caros utilizadores de Mac, por favor protejam-se! Existem inúmeras ameaças destinadas a Mac em circulação, e os falsos antivírus são apenas um dos exemplos.
 O próximo dia 17 de Maio é o Dia da Internet e a Kaspersky Lab junta-se à celebração analisando a forma como a Rede conseguiu transformar muitos dos nossos hábitos em actos cibernéticos. Ainda se lembra como era a vida sem Internet?

Muitos dos hábitos que há 20 anos eram quotidianos para todos os que têm hoje entre 35-45 anos, actualmente já não existem dando lugar a novos ciber-hábitos que estão totalmente integrados na nossa vida diária. A Kaspersky Lab desafia-o para uma viagem no tempo através dos comportamentos que, em 20 anos, mudaram completamente graças à mãe de todas as redes.

Relacionamento com os amigos. A vida social é agora virtual
Antes da internet, falava com os seus amigos por telefone (e muitas vezes fixo) e escrevia cartas aos que viviam fora. Com a Internet, não só chegou o email, mas também as redes sociais se tornaram na nova forma de manter o contacto e partilhar fotos e informação com amigos, família e conhecidos. Facebook, Tuenti, Twitter, LinkedIn…Diferentes tipos de redes para que possa estar em contacto pessoal ou profissional com quem quiser à distância de um clique.
 No próximo domingo celebra-se em Portugal o Dia da Mãe e, para a Kaspersky Lab, a segurança total dos menores na Internet, é provavelmente um dos melhores presentes que se pode dar às mamãs da nova Era Digital. E, segundo dados da Eurostat, só 14% das famílias com crianças com acesso à Internet da UE dispunham em 2010 de um programa de controlo parental ou de filtragem Web.

A Kaspersky Lab detectou que, por hora existem 160.000 tentativas por parte de crianças de visitar páginas Web com conteúdos para adultos e a maioria dessas tentativas acontecem a partir das 11 da noite. Com efeito, a categoria “pornografia” no sistema de controlo parental dos produtos domésticos da Kaspersky Lab dispara cerca de 4 milhões de vezes por dia a nível mundial. Um número surpreendente emitido por este sistema, que regista o uso que as crianças fazem da rede, pelo que não há qualquer possibilidade de estes acessos terem sido realizados por adultos ao entrarem nestes sites.
 A Kaspersky Lab antecipa o panorama de ameaças nas TIs para o período 2011-2020. Esta previsão tem como fundamento a análise dos principais problemas e mudanças registadas, ao longo da última década, na esfera de segurança das TIs, bem como das tendências emergentes no desenvolvimento de computadores pessoais, telefones móveis e sistemas operativos.

Segundo analistas da empresa, as tendências mais significativas da última década (2001-2010) foram:
• Mobilidade e miniaturização. Dispositivos progressivamente menores podem agora aceder à Internet a partir de, praticamente, qualquer ponto do globo, tornando as redes sem fios no método mais popular de ligação à Web;
• A transformação da escrita de vírus em crime cibernético;
• A manutenção da posição de liderança do Windows como fornecedor de sistemas operativos para computadores pessoais;
• A concorrência intensa no mercado de plataformas móveis sem um líder claro;
• Redes Sociais e motores de busca - os principais serviços da Internet de hoje;
• Comércio na Internet - actualmente este sector gera receitas que ultrapassam os orçamentos anuais de alguns países.
 Celebre o Dia Internacional da Mulher nas compras! E nem precisa de sair de casa – a Internet, já se sabe, é um shopping à escala mundial. Mas atenção aos perigos à espreita…

"Retail Therapy" é o termo inglês usado para descrever uma jornada dedicada às compras com o objectivo de tratar um estado de espírito menos feliz – seja provocado por uma relação amorosa que correu mal, ou por qualquer outro facto que conduza a uma disposição depressiva. E, cada vez mais, estas expedições consumistas acontecem online. Hoje em dia, muitas são as mulheres que preferem cada vez mais comprar a partir do conforto das suas casas, navegando através dos seus netbooks ou portáteis pelas lojas online, enquanto bebem uma chávena de chá ou um copo de vinho, depois (ou durante) um dia de trabalho extenuante. Este tipo de compras consegue, assim, evitar as filas nas caixas de pagamento das lojas mais populares e as tarifas de estacionamento dos shoppings, tornando-se na forma perfeita de celebrar o Dia Internacional da Mulher, que se celebra a 8 de Março.
Top