Nokia 7 Plus - Wintech

A HMD Global, The Home of Nokia Phones, anunciou no passado mês de maio a chegada do Nokia 7 Plus ao mercado português. A Wintech recebeu, ao fim de poucas semanas, um destes exemplares para análise tendo sido “posto à prova” ao longo de vários dias.  Com um PVP de venda recomendado de 449€, a Nokia pretende com a chegada do Nokia 7 Plus, agitar o mercado dos smartphones.

Antes de começar a analise propriamente dita, começamos por deixar o link que dá acesso às especificações técnicas deste equipamento.

 Especificações Técnicas: Nokia 7 Plus

 


Design

Olhando para o design, a Nokia apostou em algo simples e robusto em comparação à tendência de design de smartphones em 2018.

Assim sendo, a tendência das traseiras de vidro ficou de fora, e em vez disso temos um corpo construído principalmente em plástico e metal que aparenta ser bastante resistente e confortável na mão.

Na nossa versão, o terminal é inteiramente preto com detalhes em cor de cobre, existindo outra versão em branco com os mesmos detalhes em cobre.

 

Ecrã

Na parte da frente vemos o seu ecrã com uma proporção 18:9, algo que se estreia na nova linha de smartphones da Nokia. 

Trata-se de um ecrã de 6 polegadas IPS LCD a FullHD, o que totaliza 403 pixeis por polegada.

Apesar de não termos qualquer tipo de tecnologia como AMOLED ou OLED, o ecrã parece impressionantemente bom tendo um bom brilho, bons ângulos de visão, boas cores e uma boa definição.

Para os mais desastrados, é um ecrã com a proteção Corning Gorila Glass 3, que acaba por dar jeito para o dia a dia, evitando riscos e pequenos danos.

 

Desempenho

Falando do seu interior, o 7 Plus conta com o novo Snapdragon 660, um processador da linha média da Qualcomm, processador que se tem visto presente em terminais como o Xiaomi Mi A1 e Zenfone 5. 

Este processador consegue aproximar-se no que toca ao desempenho a topos de gama com 1 a 2 anos de mercado, o que é algo bastante positivo.

Para auxiliar, o Snapdragon 660 inclui uma GPU Adreno 512 e 4Gb de RAM, o que entrega uma experiência em gaming e multi-tasking bastante fluida.

Nokia7plus_02_screen-phone_mobile.png

Sistema

Todo este hardware corre o Android 8 Oreo, sendo este um dispositivo incluído no programa Android One da Google. 

Graças a esta parceria, o Nokia 7 Plus têm updates durante pelo menos dois anos depois do lançamento e uma interface de Android puro como nos Google Pixel.

Assim sendo, e uma vez que o Android 9 Pie já saiu, é uma questão de dias até estar disponível para o 7 Plus, tendo em conta que a últimas betas do sistema já foram divulgadas pela Nokia.

Câmeras

No que toca a câmeras, o Nokia 7 Plus é equipado com dois sensores na parte de trás; o principal de 12mp com uma abertura de 1.8 e o secundário de 13mp com uma abertura de 2.6, e á frente um outro de 16mp, todos eles com lentes da Carl Zeiss, uma parceria que a Nokia já mantém á anos no que toca a câmaras.

Focando primariamente nas câmeras traseiras, temos como destaque a câmera de 12mpx, que é câmera principal do equipamento com uma abertura de 1.8 o que permite uma boa entrada de luz e chama á atenção pela sua qualidade e gama e que se insere, especialmente em ambientes um pouco menos iluminados. 

A segunda câmera não serve para fazer o efeito de desfoque mas sim como uma câmera tele-foto, permitindo assim fazer um zoom de 2x sem perdas de qualidade. 

É possível também fazer vídeo em 4K, sem estabilização ou Full HD a 30 fps.

A pior parte na nossa opinião foi o referido à pouco efeito de desfoque, chamado na aplicação da câmera de Live Bokeh. 

 

Acontece que as fotografias neste modo são capturadas com a câmera tele-foto, e a combinação de software e câmera demonstra-se ineficiente, dando constantemente vários erros e alguma frustração.

Na câmera frontal, o efeito de desfoque funciona consideravelmente melhor e a qualidade é suficiente para tirar bons registros para redes sociais.

Bateria

Por último, mas não menos importante e algo que não podia falhar vindo da Nokia; a bateria.

Nos nossos testes mostrou-se bastante eficiente, conseguindo entregar tranquilamente um dia de utilização constante e para utilizadores mais económicos vai ser possível chegar à marca de um dia e meio.

O 7 Plus é recarregado através de uma porta USB-C que não implicou a retirada do headphone jack e conta com a tecnologia de fast charging da Qualcomm.

Conclusão

O Nokia 7 Plus mostra-se ser um intermediário á altura a concorrer com outros modelos respeitáveis do momento como o Xiaomi Mi A2 e Zenfone 5.

Marcamos como pontos positivos o ecrã, câmeras e qualidade de construção e como pontos menos positivos os speakers e a função de desfoque da câmera traseira.

 

Classifique este item
(0 votos)
Ler 409 vezes Modificado em Set. 08, 2018
Tagged em

Itens relacionados

Sobre nós

Nascida em 2002, a Wintech é uma pagina web que reúne informações sobre tecnologia. Apresenta regularmente guias, análises, reportagens e artigos especiais de tudo o que rodeia o mundo tecnológico. Saiba mais.

Wintech TV

Newsletter

Receba as notícias no seu e-mail

Top