A possibilidade da humanidade passar por um apocalipse zombie é um tema que continua a fascinar muitos de nós e a alimentar a imaginação de vários criadores de conteúdos. Numa altura em que esperamos por uma nova temporada da série "The Walking Dead", nada melhor do que um jogo de sobrevivência para matar o vicio.

Desenvolvido pela Undead Labs, State of Decay 2 é um jogo de ação e aventura em mundo aberto pós-apocalíptico, já disponível para Windows 10 e XBox One, como um título Xbox Play Anywhere.


Na  sequela de State of Decay, um jogo que já vendeu mais de 4.5 milhões de cópias, entramos numa nova aventura de sobrevivência num mundo zombie pós-apocalíptico, onde temos de construir uma comunidade sustentável, desenvolver as aptidões de cada sobrevivente para melhorar as suas capacidades e fortalecer a sua comunidade, trabalhar a solo ou com um máximo de três amigos para superar desafios, e tomar decisões cruciais.

Jogabilidade

A jogabilidade de State of Decay 2 gira em torno de uma comunidade de sobreviventes que, inicialmente, poderá ser de dois ou três membros, dependendo se jogamos o tutorial ou não. Ideal para quem não jogou o primeiro jogo, o tutorial ajuda-nos a conhecer algumas das mecânicas do jogo, para além de introduzir um pouco da história que está por trás da devastação vista no jogo e dos próprios sobreviventes. Quem decidir saltar o tutorial, poderá criar a sua própria comunidade de três sobreviventes, escolhendo entre uma série de atributos e especialidades, algumas muito úteis durante o jogo.

A nossa campanha inicia num dos três mapas iniciais, que surgem de forma aleatória quando criamos uma nova comunidade. Quando o veículo onde viajam fica sem combustível, os três sobreviventes vêem-se obrigados a encontrar um abrigo, que será a sua base inicial. A partir daqui, vão surgindo tarefas e missões, algumas ligadas às profissões anteriores dos personagens que controlamos, sendo que a principal missão é destruir todos os “plague hearts“ que infestam tudo à sua volta.

Existe tanto para fazer em State of Decay 2 que é dificil escolher por onde começar... tempos mortos é algo muito raro no jogo. Sendo este um jogo de sobrevivência, talvez seja importante começar pelos recursos que a comunidade necessita para sobreviver e, se possível, prosperar. Espalhados mapa, existem dezenas de locais abandonados (lojas, armazéns, celeiros, casas abandonadas, garagens, postos de combustível, indústria, esquadras de policia, entre outros locais) que podemos visitar e vasculhar para recolher recursos. 

Embora cada um dos sobreviventes seja importante, o nosso principal objetivo passa por recolher recursos para a base da comunidade, pois só assim mantemos o nosso grupo de sobreviventes unido e com moral positivo. Comida, medicamentos, combustível, munições e materiais de construção, são os recursos que temos de trazer constantemente para a nossa base, pois se algum deles escassear, a felicidade dos membros da comunidade é afetada. Estes recursos são recolhidos em forma de "Rucksacks", mochilas especiais e limitadas que são diferentes dos restantes objetos que recolhemos pelo mapa. Os outros objetos, que vão desde curativos e "boosts" de energia a armas e munições, podem ser utilizados por cada um dos sobreviventes, embora a quantidade de itens que cada um pode transportar seja limitada.

Em State of Decay 2, a nossa principal ameaça são os zombies. Existem no jogo vários tipos de zombies: os normais ou pouco ameaçadores, os infetados que surgem em maior número junto aos "Plague Hearts" e que se morderem os sobreviventes podem transmitir a sua "praga", e uma série de zombies com capacidades próprias, incluindo os barulhentos "Screamers", os explosivos "Bloaters", os irrequietos "Ferals", e os gigantes e poderosos "Juggernauts". Embora uma abordagem cuidada a cada um deste zombies possa evitar males maiores, por vezes ficamos em situações mais complicadas, principalmente quando estamos a tentar rebentar um "Plague Hearts" ou a eliminar uma infestação. Nesse caso, já importa a capacidade de luta de cada um dos sobreviventes e a forma como estão equipados.


O combate no jogo é baseado em mecânicas simples, mas que devemos utilizar com algum cuidado. Isto porque cada um dos sobreviventes tem um nível de energia que se esgota no combate corpo a corpo e em movimentos de evasão ou corrida, demorando depois alguns segundos a recuperar. O outro nível que devemos controlar é o de saúde que, obviamente, não devemos deixar esgotar. Caso isso aconteça, temos sempre a possibilidade lutar pela vida num último momento, mas nem sempre é possível evitar a morte. E a morte é permanente em State of Decay 2!

Uma vez que os mapas de State of Decay 2 são bastante extensos, é importante recorrer aos veículos que se encontram espalhados pelo mundo. Estes veículos precisam de combustível para funcionar, mais um dos elementos que temos de gerir, e são destrutíveis, pelo que temos de ter algum cuidado a conduzi-los. Quando um veículo fica bastante danificado ou completamente destruído, podem sempre tentar encontrar um kit de reparação para o recuperar. Também é possível melhorá-los com kits de upgrade que podemos criar na base, isto se tivermos aptidões e local o fazer.

Em State of Decay 2 há sempre algo a acontecer! Para além das missões relacionadas com cada um dos sobreviventes da nossa comunidade, existem outros sobreviventes no mundo do jogo, alguns sozinhos, outros em grupo (ou enclaves), que nos pedem ajuda constantemente. Quer seja porque precisam de algum recurso ou porque estão a ser atacados por uma horda de zombies, são constantes os pedidos que surgem por rádio, o meio de comunicação utilizado por todos os sobreviventes. Podemos sempre ignorar estes pedidos, mas satisfazer os seus pedidos é mais benéfico. Com os outros sobreviventes do nosso lado, podemos contar com o seu apoio e inúmeras situações ou até recrutá-los para a nossa comunidade. Por outro lado, uma relação hostil gera uma guerra entre comunidades, que só acaba quando um dos lados é totalmente eliminado.

Como referimos anteriormente, cada sobrevivente transporta um rádio. Esse é um elemento que pode ser aproveitado para várias situações, que vão desde a procura de recursos ao apoio numa situação em que estamos a ser atacados. Aqui entra (ou não) a componente multiplayer do jogo, que é definida quando entramos no jogo pela primeira vez, mas que pode ser alterar a qualquer momento no menu. Assim, podemos sempre pedir a ajuda de até três amigos que estejam a jogar State of Decay 2, para uma experiência cooperativa mais empolgante. O multiplayer de State of Decay 2 não é como a de um MMO onde todos partilham o mesmo mundo, mas algo mais privado onde só os amigos e convidados podem cooperar entre si.

Gráficos e Som

Os visuais de State of Decay 2 melhoraram bastante em relação a State of Decay: Year One Survival Edition, mas ainda não estão num nível extraordinário. O jogo apresenta várias falhas técnicas, texturas um pouco monótonas e, por vezes, falta de fluidez. Num hipotético mundo pós-apocalitico não será normal choverem zombies ou vê-los a caminhar sobre a água, mas em State of Decay 2 isso que acontece constantemente. 

Por outro lado, existem elementos que são bastante positivos, como os ciclos dia-noite com a luminosidade ajustada para cada hora do dia. Na verdade, o nível de dificuldade aumenta quando cai a noite, pois ficamos sem a capacidade de ver o que nos rodeia... fica apenas o foco da lanterna que cada sobrevivente transporta e o brilho dos olhos dos zombies quando vagueiam pelo mapa.

A banda sonora, com temas bastante melancólicos, ajusta-se perfeitamente ao tema e tipo de experiências vividas no jogo. Os diálogos entre os personagens são constantes e permitem identificar cada um deles, embora muitas vezes seja demasiado repetitivos. 

Conclusão

Muito ficou por dizer em relação a State of Decay 2, pois a Undead Labs recriou no jogo uma experiência de sobrevivência bastante vasta, detalhada e credível. Embora apresente algumas falhas técnicas, o jogo prende-nos de tal forma à história de cada sobrevivente que é dificl parar de jogar.

Classifique este item
(0 votos)
Ler 1327 vezes Modificado em maio 28, 2018

Sobre nós

Nascida em 2002, a Wintech é uma pagina web que reúne informações sobre tecnologia. Apresenta regularmente guias, análises, reportagens e artigos especiais de tudo o que rodeia o mundo tecnológico. Saiba mais.

Wintech TV

Newsletter

Receba as notícias no seu e-mail

Top