A Samsung tem vindo a trabalhar fortemente no segmento de wearables ao longo dos últimos anos, tendo evoluído os seus produtos em resposta ao que é pedido pelos seus clientes e utilizadores. Uma das mais recentes apostas da marca é dirigida, na sua essência, aos praticantes de desporto e “donos” de uma vida ativa, falamos do Gear Fit 2.

A Wintech foi convidada a testar este equipamento ao longo de várias semanas, estando agora na altura de lhe dar a conhecer a nossa apreciação sobre este dispositivo.

 

 

Na embalagem

Na embalagem em que este produto da Samsung é distribuído, encontramos a Gear Fit 2, uma base de carregamento (que se liga por USB) e o manual de instruções.

 

youtube.com/watch?v=uc9iQQ6SlM8

 

Características técnicas e primeiras impressões

A Gear Fit 2 apresenta-se como uma espécie de smartband, em vez de apresentar um aspeto mais próximo do relógio tradicional, ainda assim possui um design que tanto pode ser usado por homens como mulheres, sendo que a diferença poderá mesmo ser na cor que é usada por cada um dos sexos. Concebida num material extremamente confortável ao pulso, a Gear Fit 2 é composta por um ecrã touch de 1,5” AMOLED sendo complementada com botões nas laterais da smarband. Estes botões servem para ligar ou desligar o aparelho, assim como dar ordens relacionadas com as funcionalidades que possui, e que poder ser complementadas com os toques no ecrã.

 

Especificações técnicas

  • Processador Dual-Core a 1GHz
  • 512 MB de memória RAM
  • 4 GB de armazenamento
  • Ecrã curvo (touch) de 1,5” AMOLED
  • GPS, HR, Acelerómetro, Giroscópio e barómetro integrado
  • Bateria de 200 mAh
  • Resistente à Agua IP68
  • Compatível com Android 4.4 e com dispositivos com 1,5GB de memória RAM

 

{gallery.start}{gallery.end}

 

Experiência de utilização

A configuração da Gear Fit 2 foi extremamente fácil de fazer, bastando recorrer ao modo “emparelhamento” existente no dispositivo e a utilização do software da Samsung, o Gear Manager. Este emparelhamento vai servir para podermos usar a ligação à Internet do smartphone para, por exemplo, partilhar as nossas metas e objetivos através das redes sociais.

Em termos de utilização, propriamente dita, da Gear Fit 2, uma das grandes características, e que apreciamos, é a integração no dispositivo de um GPS, o que permite total independência do smartphone para, por exemplo, monitorizarmos a distancia percorrida. Foram muitas as vezes que saímos para a rua para correr, e deixamos o smartphone em casa, dando uma sensação de liberdade que, hoje em dia, raramente temos tal é a nossa dependência dos smartphones no nosso quotidiano.

Durante as corridas que praticámos em conjunto com esta Gear Fit 2, fomos recebendo alertas da distancia percorrida a cada KM que passava, servindo assim de motivação à continuação até ao próximo KM e, ao mesmo tempo, servindo para termos uma noção exata da distancia da tarefa desportiva realizada.

O facto de possuir um GPS integrado permitiu-nos, por exemplo, saber, através do Google Maps, qual o caminho que percorremos enquanto praticámos a atividade, podendo depois ser partilhada nas redes sociais e integrada no próprio software da Samsung, o S Health, por exemplo.

 

A Gear Fit 2 vem repleta de funcionalidades, como a possibilidade de monitorizarmos as distancias percorridas, seja em corrida ou andamento, os batimentos cardíacos, os degraus das escadas subidas ou descidas, calorias queimadas, e, como não poderia deixar de ser, as notificações recebidas (ainda que dependente da ligação ao smartphone) de SMS’s ou redes sociais.

A interação entre a interface da Gear Fit 2 é bastante simples, bastando apenas alguns toques no ecrã, auxiliados com alguns toques nos botões existentes e que servem para ativar o acesso aos “menus”, se assim poderemos chamar às funcionalidades que esta smartband possui.

Além das tarefas relacionadas com a nossa atividade física, outra das características que a Gear Fit 2 possui prende-se com o nível de personalização do ecrã, podendo o utilizador personalizar o aspeto apresentado no ecrã com recurso a alguns dos mostradores já instalados na própria smartband ou, em alternativa, procurar interfaces já desenvolvidos por curiosos e que estão, devidamente, aprovados pela marca sul-coreana para serem integrados neste wearable.
 

Autonomia

A autonomia da bateria integrada na Gear Fit 2 chega aos três dias, dependendo, obviamente, dos recursos usados. Em atividade diária a autonomia cai para cerca de metade.

 

Conclusão

A Gear Fit 2 é, para nós, a melhor solução para monitorização de desporto que já testámos, fundamentalmente pela integração de GPS e pela sua simplicidade de utilização. As funcionalidades relacionadas com as distancias percorridas e as metas atingidas, tornam ao mesmo tempo este dispositivo um “personal trainer” de eleição.

Os inúmeros recursos de monitorização são também excelentes opções para quem tem, de facto, um estilo de vida ativo. O controlo dos batimentos cardíacos, distancias percorridas, calorias queimadas e o acesso às notificações disponibilizadas pelo smartphone acabam por tornar este dispositivo um excelente parceiro para qualquer utilizador que gosta e pratica desporto.

 

Classifique este item
(0 votos)
Ler 1257 vezes Modificado em Jun. 05, 2017

Sobre nós

Nascida em 2002, a Wintech é uma pagina web que reúne informações sobre tecnologia. Apresenta regularmente guias, análises, reportagens e artigos especiais de tudo o que rodeia o mundo tecnológico. Saiba mais.

Wintech TV

Newsletter

Receba as notícias no seu e-mail

Top