A Kaspersky é uma das empresas de segurança informática mais bem sucedidas do mundo. Atualmente, a empresa liderada por Eugene Kaspersky, é a numero um do mercado Português, tendo conseguido conquistar a confiança dos portugueses com os seus produtos antivirus ao longo dos últimos anos.

Para dar continuidade ao seu trabalho, acaba de lançar as versões 2017 dos seus produtos flagshipde protecção informática. 

Como tem vindo a ser habitual, a Wintech foi convidada a realizar a análise à versão de lançamento do Kaspersky Internet Security 2017.

 

Interface, Utilização e Performance

A edição 2017 do KIS (“Kaspersky Internet Security”) não introduz nenhuma revolução a nível de interface. Mais uma vez, é-nos apresentada uma interface familiar com a versão anterior, apenas com alguns elementos retocados e novos detalhes simples que tornam a mesma mais apelativa.

 

 

Continuam disponíveis os atalhos úteis para as diversas áreas da aplicação, de forma limpa e intuitiva, mudando a interface de cor consoante o estado de proteção do sistema.

Como é comum ao longo da evolução de todo o tipo de software, o KIS 2017 recebeu correções ao nível da performance. A presença do programa no sistema passa praticamente despercebida e todas as operações manuais são executadas rapidamente.

 

Novidades

Este ano a KasperskyLabs introduziu três importantes funcionalidades no KIS – a Secure Connection, o Software Updater e o Software Cleaner.

 

 

A Secure Connectioné sem dúvida a melhor novidade na suite este ano: Desde 2015 que o Kaspersky Internet Security alerta os utilizadores para redes WIFI perigosas, no entanto, em 2017 esta funcionalidade foi “expandida” e, com recurso a infraestrutura da HospotShield, o KIS permite criar uma ligação segura (“VPN”) sempre que estiver ligado a uma rede WIFI desprotegida – toda a informação trocada entre o site e o utilizador passa a estar encriptada e é enviada através deste túnel, impedindo hackers de manipularem a informação e/ou ataques man-in-the-middle.

 

 

O Software Upater (“atualizador de software”) analisa as versões dos diversos programas instalados no computador, comparando-as com uma base de dados do antivirus – caso exista alguma nova versão de um programa, o KIS irá alertar o utilizador para tal facto e permitirá iniciar o processo de atualização. Ter todos os programas atualizados é extremamente importante para garantir a protecção do sistema e, este ano, o KIS passa a ajudar essa tarefa.

 

O Software Cleaner (“limpeza de software”) analisa todos os programas instalados na máquina e sugere que o utilizador remova aqueles que menos utiliza, que foram descontinuados ou que são simplesmente problemáticos ao nível da segurança.

{gallery.start}{gallery.end}

 

Também a integração com os browser está agora mais inteligente na versão 2017 do Kaspersky Internet Security. A extensão do antivírus instalada no Firefox e Google Chrome agora permite bloquear scripts de tracking(rastreio), para além da funcionalidade de bloqueio de “banners” (publicidade) já existente em versões anteriores.

 

Conclusão

Com a introdução de novas funcionalidades úteis como a Secure Connection e o Software Updater/Cleaner, a KasperskyLabs voltou a garantir que os seus produtos de proteção se encontram entre os melhores do mundo.

A base sólida que vem a ser desenvolvida há vários anos recebeu assim novas capacidades de peso, que vêm trazer ainda mais tranquilidade online aos utilizadores das suites Kaspersky.

A versão experimental de 30 dias do Kaspersky Internet Security 2017 está disponível para download em www.kaspersky.pt, com suporte para o Windows XP, Vista, 7, 8, 8.1 e 10.

Classifique este item
(0 votos)
Ler 1883 vezes Modificado em Out. 08, 2016

Sobre nós

Nascida em 2002, a Wintech é uma pagina web que reúne informações sobre tecnologia. Apresenta regularmente guias, análises, reportagens e artigos especiais de tudo o que rodeia o mundo tecnológico. Saiba mais.

Wintech TV

Newsletter

Receba as notícias no seu e-mail

Top