A Wintech tem vindo ao longo dos seus 14 anos de história a apoiar e a divulgar o que de melhor se faz em Portugal. É com orgulho que hoje vamos analisar um dos jogos mais badalados do ano e que é da responsabilidade de uma empresa portuguesa, a Nerd Monkeys.

O jogo que hoje vamos abordar transporta-nos facilmente até à década de 90 onde muitos foram os títulos de aventura gráfica que marcaram a juventude de muitos amantes dos atuais videojogos como é caso dos jogos “The Day of The Tentacle” ou “Escape from Monkey Island” da responsabilidade de mítica Lucas Arts.

 

Assim, e sem mais demoras, vamos dar inicio à analise ao jogo “Inspetor Zé e o Robot Palhaço em Crime no Hotel Lisboa” que, como já referimos, é da responsabilidade da empresa Nerd Monkeys.

De notar que este jogo esta disponível para download via Steam e possui o simpático preço de 9,90€. Pode ainda ser adquirido em diretamente no site oficial ou na loja Desura, existindo algumas opções bastante originais como, por exemplo, em cassete ou com um poster fantástico alusivo ao jogo.

A ação

A história em torno deste título baseia-se num estranho crime que ocorreu no Hotel Lisboa onde um homem terá, supostamente, cometido suicídio com 14 facadas nas costas enquanto tomava o seu último café tranquilamente. Este caso com contornos contraditórios era demasiado complexo para o Agente Garcia resolver pelo que decidiu contratar a única dupla de detetives na cidade capaz de o solucionar: o mítico Inspetor Zé e o inconfundível Robot Palhaço.

Mas quem é o Inspetor Zé? Esta personagem é também reconhecida como sendo o pior detetive do mundo, um homem tão rude e bruto que as suas testemunhas mais rapidamente preferiam ser atropeladas por um comboio de mercadorias em marcha lenta a serem entrevistados por ele.

Mas o Inspetor Zé não está sozinho e trabalha em conjunto com uma “herança” oferecida por um familiar seu: o hilariante Robot Palhaço que, embora trabalhe como “saidequique” do Inspetor Zé, espera na realidade um dia conseguir um emprego como palhaço no circo. Infelizmente e, por mais candidaturas que envie, nenhum circo alguma vez irá aceitar um palhaço que tem medo de crianças. Ele nunca dorme, por isso além de trabalhar de dia ele tem também um trabalho noturno como cómico de stand-up num bar local.

{gallery.start}{gallery.end}

Jogabilidade

Agora já apresentamos as personagens principais deste jogo, “Inspetor Zé e o Robot Palhaço em Crime no Hotel Lisboa” é, como já dissemos, um jogo típico dos anos 90 onde proliferaram muitas aventuras gráficas baseadas no sistema de “point-and-click” que se tornou famoso nessa altura.

Assim, neste jogo, estamos perante um jogo extremamente simples de interagir, basta que apontemos (e estejamos atentos aos diferentes componentes que enfeitam os bonitos cenários) e cliquemos nos objetos ou personagens com o objetivo de os “amealhar” ou interagir com os elementos para que estes nos ajudem a perceber e a resolver alguns enigmas.

Ao longo da história somos levados a realizar algumas entrevistas/interrogatórios e que, em termos lineares, são bastante simples de decifrar. Estes interrogatórios vão ajudar-nos a progredir no jogo e a perceber melhor os contornos deste misterioso caso de polícia.

De notar a intenção por parte da Nerd Monkeys em colocar algum humor neste titulo, uma situação que se torna, em alguns casos, bastante hilariantes e cómicas.

youtube.com/watch?v=CmORvWZZ55Y

Gráficos e Som

Este título é um videojogo inspirado nas clássicas aventuras dos anos 80 e 90. Adota um design típico da época tendo sido criado inteiramente usando a técnica de “pixel art”. O próprio videojogo corre numa resolução nativa de 256x192, a mesma resolução usada pelo velhinho ZX Spectrum 48k e a mais recente Nintendo DS.

Ainda assim, e apesar da baixa resolução incluída neste título, este é um jogo onde e possível ver alguns elementos bem característicos da cultura portuguesa, como é o caso dos clássicos Taxis pintados a preto e verde. É ainda possível, junto do jardim integrado no jogo, visualizar a ponte 25 de Abril.

Apesar de ter poucos cenários a inspecionar, conseguimos manter-nos interessados no título e na procura incessante do responsável pelo ato criminoso…

Em relação à banda sonora que ambienta esta história, apresenta-se, em alguns casos, bastante repetitiva, porém visto que não existem muitos cenários a procurar, encaixa muito bem no estilo de jogo.

youtube.com/watch?v=hHGO8EpmDRQ

Conclusão

O “Inspetor Zé e o Robot Palhaço em Crime no Hotel Lisboa” é uma lufada de ar fresco num mercado saturado de jogos violentos e, em alguns casos, demasiado perfeitos.

O facto de ser desenvolvido por uma empresa nacional faz com que tenhamos de louvar a iniciativa. Um jogo que, na nossa opinião, vale bem a pena os cerca de 10€ de preço que possui.

Aguardamos com bastante expetativa o próximo título desta empresa que, como já referimos em algumas notícias, está a trabalhar em conjunto, por exemplo, com a Microsoft para o desenvolvimento de conteúdos Xbox One e Windows Phone, pelo que não deverá tardar muito tempo até que comecem a surgir mais novidades da responsabilidade da Nerd Monkeys.

Uma nota final ainda para o facto de o título estar pensado para conquistar público além-fronteiras, pois podemos optar por ter o jogo em Português ou em Inglês.

Ah, quem quiser experimentar este jogo, pode aproveitar a fazer o download da versão de demonstração que está disponível a partir daqui.


HomePage : Inspetor Ze e Robot Palhaço em Crime no Hotel Lisboa

Classifique este item
(0 votos)
Ler 3699 vezes Modificado em Ago. 09, 2014

Sobre nós

Nascida em 2002, a Wintech é uma pagina web que reúne informações sobre tecnologia. Apresenta regularmente guias, análises, reportagens e artigos especiais de tudo o que rodeia o mundo tecnológico. Saiba mais.

Apoiamos

Gled Agra X Streamer @ Facebook

Newsletter

Receba as notícias no seu e-mail

Top