#bannerstart #bannerend#rating5 Com a chegada do novo Acrobat ao mercado, a norte americana Adobe revela dar um enorme passo no que diz respeito ao seu principal software de edição de documentos conhecidos como PDF, e isto numa altura em que a rival Microsoft conseguiu também o acesso a uma "livre" edição de documentos PDF no seu Word 2013. Demarcando-se como um programa dotado de novidades e possibilidades para os seus utilizadores, o Acrobat XI conta ainda com um pioneiro e inovador modo Touch, que reconhece este tipo de equipamentos e transforma o ambiente de trabalho deste software num ambiente de melhor interação para a mão, comprovando uma nova abrangência de mercado (e de dispositivos) que a Adobe pretende alcançar num futuro próximo.

As Novidades

Uma das grandes evoluções deste Adobe Acrobat XI incide verdadeiramente no utilizador. Menus simples, limpos, com ícones bem representativos de cada função e boas explicações de cada botão ao utilizador fazem deste programa um software extremamente apelativo à utilização. Nesse sentido, foram realizadas várias melhorias na edição de documentos, com fortes desenvolvimentos nas possibilidades de edição de texto e imagens, assim como na organização do documento, através de pequenos mosaicos que permitem ao utilizador visualizar globalmente o seu documento sem necessitar de percorrer as páginas uma a uma. Também através deste esquema de visualização de miniaturas o utilizador poderá agora unificar vários ficheiros PDF, organizando, dispondo e escolhendo que páginas lhe interessam para o seu documento final. Já o modo de assinatura de documentos foi desenvolvido no sentido de permitir ao utilizador personalizar todas as páginas que quiser, de um modo completamente livre, com uma marca própria digital, seja em formato de assinatura completa, com vários modelos à escolha, ou apenas com as iniciais desejadas, e colocável em qualquer lugar da página, quantas vezes for desejado.
Contudo, as alterações presentes neste Acrobat XI não se ficam por meras evoluções no interface próprio. A par da Microsoft, que foi notoriamente buscar à Adobe algumas funcionalidades e compatibilidades, também a rival detém algumas novidades que os utilizadores estarão mais habituados a relacionar com software próprio do Office, e não tanto da Adobe. São esses os casos das novas ferramentas de texto Find e Replace, presentes no Word há vários anos, ou do novo modo de personalização de botões e menus da Adobe, idêntico ao que acompanha vários produtos Office deste a sua versão 2007. Mas estas atualizações, que na verdade vão buscar algumas das mais interessantes potencialidades de interface visíveis no pacote Office da Microsoft, e se conjugam de uma forma extremamente limpa e simples neste Acrobat XI, são, na prática, evoluções "menores" no que diz respeito a uma cada vez maior interligação entre as duas empresas. De facto, o Adobe Acrobat XI conta com uma total compatibilidade com os serviços Cloud e com o novíssimo Office 365, garantindo ainda a total conversão de ficheiros PDF para ficheiros Powerpoint totalmente editáveis, numa novidade que constituirá uma derradeira mais-valia para este programa, que agora poderá transformar e potenciar os seus ficheiros em verdadeiras apresentações, dinâmicas e interativas.

Por fim, o Adobe Acrobat XI traz-nos ainda duas novidades verdadeiramente ímpares, e que prometem desde logo um auspicioso futuro na utilização deste software. Em primeiro lugar, o Acrobat XI não vem "sozinho", contando com a presença do novo Acrobat Distiller XI - a já clássica ferramenta de reconhecimento e aglutinação de ficheiros PDF no computador - e de um novíssimo e extremamente interessante aliado: o Adobe FormsCentral, um programa revolucionário que permitirá ao utilizador criar, editar e compilar formulários e/ou questionários interativos nos seus documentos PDF, e ainda exportá-los para uma derradeira aplicação online. Por outro lado, todo o Acrobat XI conta com um inovador modo de trabalho: o modo Touch. Através de um reconhecimento automático de equipamentos Touch, o novo Adobe Acrobat oferece ao utilizador, mediante o clique num botão, um modo de trabalho com maiores (e mais espaçados) botões, texto de maiores dimensões e menus alargados a uma maior superfície do ecrã, facilitando e potenciando a utilização da mão nestes novos equipamentos portáteis, colmatando desde logo uma lacuna que muitos e variados programas detêm ainda, e que reside na falta de uma verdadeira exequibilidade em equipamentos Touch, em que a utilização dos dedos em muito difere das reais capacidades e tolerâncias do cursor de um rato, a título de exemplo.

Utilização

Desde logo, o Acrobat XI revela-nos uma utilização extremamente simplificada, acessível a qualquer utilizador, sem deixar de contar com opções e ferramentas de grandes funcionalidades. A partir do momento em que iniciamos o nosso software, deparamo-nos com duas opções: ou abrimos um PDF já existente, com o Acrobat XI a memorizar os últimos ficheiros editados, ou criamos o nosso próprio ficheiro PDF de raiz, através, por exemplo, de um qualquer documento de texto. Escolhida a opção desejada, o utilizador tem então acesso a um ecrã de visualização do documento escolhido, em tudo idêntico ao software gratuito Adobe Reader, mas que, desta feita, conta com duas colunas de edição e ferramentas, uma de cada lado do documento.

Do lado esquerdo, o utilizador poderá verificar uma listagem de todos os separadores do documento, os anexos, as marcas de correção e ainda o display de miniaturas de todas as páginas do documento. Do lado direito, podem-se verificar os "verdadeiros" menus de edição, com três grupos distintos: "Ferramentas", "Assinar", e ainda "Comentário". O menu Ferramentas, o principal deste Acrobat, revela-nos todas as opções de Edição de Conteúdo, de onde se destacam as ferramentas de edição de texto, imagens, links, marcadores e anexos. Seguidamente, temos acesso às ferramentas de edição de Páginas; de Objetos Interativos (como botões, vídeos ou sons); de Formulários, Ações, Reconhecimento de Texto e ainda de Proteção, em que se destacam os menus de criptografia do documento, com o utilizador a poder definir senhas, compatibilidades e acessos de impressão no seu documento.
Já o menu Assinar, garante ao utilizador todas as ferramentas de personalização da sua assinatura digital, e colocação da mesma num determinado documento. O utilizador poderá aqui colocar não só o seu nome num qualquer lugar numa ou várias páginas, assim como poderá também definir marcas de visualização, texto personalizado ou simplesmente as suas iniciais, potenciando assim a autentificação dos autores ou intervenientes nos mais variados documentos. Por outro lado, o menu Comentário, oferece ao utilizador todas as reconfiguradas e atualizadas ferramentas de revisão, desenho e anotação do documento. Através destes menus, o utilizador poderá inserir comentários, sublinhar ou riscar o texto, salientá-lo com cores, inserir anexos e ainda algumas formas geométricas, com todas estas introduções e edições a ficarem listadas e catalogadas para um acesso rápido e verdadeiramente direto.

Através destes menus, o utilizador terá acesso a todas as ferramentas necessárias à edição dos seus documentos PDF, de uma forma sempre muito direta e facilitada. Até mesmo no próprio documento, todos os parágrafos devidamente espaçados são reconhecidos como caixas de texto, totalmente editáveis e reconfiguráveis na página, através de guias já habituais em software Adobe que permitem ao utilizador auferir um otimizado alinhamento dos seus objetos de trabalho entre si e com a própria página. Os comentários e edições gráficas sobre o texto são também visíveis nas miniaturas presentes na coluna da esquerda, o que faz com que, se por exemplo existir uma grande mancha de texto riscada a vermelho, tal vai aparecer também na miniatura, permitindo ao utilizador ter desde logo uma visão global de que uma parte do seu texto foi editada e revista. Com todas estas otimizações, o Adobe Acrobat XI revela-se verdadeiramente um programa ímpar, aglomerando ótimas funcionalidades com uma fortíssima interação com o utilizador.

Adobe FormsCentral

A grande novidade em termos de software que acompanha esta versão do Acrobat, o Adobe FormsCentral, revela-se, a par do Acrobat XI, um software fortemente focado no utilizador e numa utilização simples, fácil e extremamente intuitiva. Funcionando em separado do próprio Acrobat, mas estando interligados através de um mesmo documento, caso o utilizador assim o pretenda, o FormsCentral mostra-se como um revolucionário criador e editor de formulários dotado de vastíssimas possibilidades de utilização. Podendo criar um formulário de raiz, ou escolher por entre 50 modelos previamente fornecidos pela Adobe, o utilizador terá acesso a um dinâmico esquema de página em que poderá, de forma ordenada (verticalmente), ir adicionando elementos ao seu formulário, a fim de o publicar posteriormente num ficheiro PDF ou com compatibilidade online. Tais elementos, dotados de uma vasta personalização, são constituídos por: campos de texto (e texto multilinha), campos de data, campos de opções únicas e múltiplas, menus suspensos, caixas de seleção única, escalas de classificação, campos de e-mail, textos formatados, imagens, inserção de linhas horizontais e ainda inserção de páginas. Com tais ferramentas, e ainda uma vasta gama de personalização cromática e total capacidade de edição de texto, o utilizador poderá elaborar detalhados formulários, com campos específicos como os de "preenchimento obrigatório", ou caixas de seleção mandatária, como os de verificação de termos e condições de um contrato.

Já a edição do texto inerente a cada formulário revela-se básica, mas repleta dos mais comuns e necessários elementos de escolha de font, cores, tamanhos ou alinhamentos, demonstrando, uma vez mais, a forte procura da Adobe por ter, neste seu Acrobat, um programa infimamente ligado ao utilizador, e acima de tudo, a qualquer utilizador. Por outro lado, o FormsCentral revela-se uma ferramenta de potencialidades e utilização ímpares e verdadeiramente inovadoras na sua associação a ficheiros PDF. Nunca elaborar formulários detalhados foi uma tarefa tão simples e direta, num programa que, a par do próprio Acrobat, se revela dotado de todas as mais vastas funcionalidades, mas sem por isso descurar uma extrema facilidade de utilização. Até mesmo as edições efetuadas aos nossos documentos são neste FormsCentral arquivadas, para que o utilizador possa recolher e verificar todos os seus formulários criados ou editados, num menu limpo e muito linear, de interação completamente intuitiva.

Conclusão

Em suma, esta é sem dúvida, a melhor versão Acrobat da Adobe, conseguindo a gigante americana produzir um software capaz de editar como nunca antes visto ficheiros PDF, e de um modo completamente simples e acessível a qualquer utilizador, mais, ou menos experiente no mundo informático. Otimizado para empresas tanto quanto para um utilizador casual, o Acrobat XI otimiza não só todas as tarefas de edição de ficheiros PDF como também traz a mais-valia de permitir aos seus utilizadores configurarem de um modo brilhante tantos formulários ou inquéritos quanto desejarem, e com os mais variados fins e utilizações. Este é um software que se revela quase perfeito, e que para tal em muito contribui também a sua franca atualização para equipamentos Touch, mostrando-se na vanguarda de aplicações que detém um modo convencional de trabalho e ainda um modo otimizado para uma total interação tátil, sem que a utilização dos dedos seja uma condicionante da rapidez de trabalho. De facto, o único ponto verdadeiramente negativo deste software continua a ser o seu preço, que ainda se situa bastante elevado para a média dos consumidores, e que, como tal, se mostra como uma solução eminentemente empresarial, de grande qualidade e elevadíssimas potencialidades.

Positivo no Adobe Acrobat XI

- Navegação fácil e intuitiva.
- Modo de trabalho Touch.
- Adobe FormsCentral.
- Compatibilidade com Office 365 e conversão para Powerpoint editável.
- Vastas opções de revisão e autentificação do documento.

Negativo no Adobe Acrobat XI

- Preço (640€).






HomePage : Adobe

#r_start#r_valor5#r_catstart Funcionalidades #r_catvalor 5#r_catend#r_catstart Desempenho #r_catvalor 45#r_catend#r_catstart Facilidade de Utilização #r_catvalor 5#r_catend#r_end


Classifique este item
(0 votos)
Ler 3279 vezes Modificado em Mar. 16, 2013

Sobre nós

Nascida em 2002, a Wintech é uma pagina web que reúne informações sobre tecnologia. Apresenta regularmente guias, análises, reportagens e artigos especiais de tudo o que rodeia o mundo tecnológico. Saiba mais.

Wintech TV

Newsletter

Receba as notícias no seu e-mail

Top