A WatchGuard® Technologies, líder mundial em cibersegurança unificada, lançou o seu mais recente Relatório de Segurança de Internet trimestral, detalhando as principais tendências de malware e as ameaças à segurança de redes e de endpoints analisadas pelos investigadores do Laboratório de Ameaças da WatchGuard no terceiro trimestre de 2022. As principais descobertas revelam que a maior ameaça de malware do trimestre foi detetada exclusivamente através de ligações encriptadas, que os ataques ICS estão a manter a sua popularidade, o malware LemonDuck está a evoluir para além da criptomineração, um motor de fraude Minecraft está a entregar payload maliciosa e muito mais.

Um análise levada a cabo pela Gfk indica que este ano, as compras na Black Friday revelaram-se mais fracas do que em 2021. Portugal conseguiu contrariar a tendência, tendo sido o terceiro país europeu que mais transações realizou.

Com a inflação a subir um pouco por toda a Europa e a recessão económica na zona a Euro a fazer-se sentir, os europeus retrairam-se nas compras e o volume de transações foi menor na generalidade dos países.

Durante os primeiros dez meses de 2022, a proporção de utilizadores atacados por ataque de ransomware quase que duplicou em comparação com o mesmo período de 2021. Um crescimento tão impressionante indica que os grupos de criminosos de ransomware têm continuado a aperfeiçoar as suas técnicas - tanto os mais famosos como os que acabam de entrar em cena. Seguindo os desenvolvimentos no mundo do resgate, o último relatório crimineware de 2022 da Kaspersky revela novas características introduzidas pelo famoso grupo "LockBit", e um recém-chegado, "Play", que emprega técnicas de auto-propagação.

A HP Inc. publicou o seu relatório HP Wolf Security Threat Insights Report referente ao terceiro trimestre de 2022, que revela que formatos compactados –  como ZIP e RAR – foram os tipos de arquivos mais utilizados para a distribuição de malware, superando documentos do Office pela primeira vez em três anos. O relatório apresenta uma análise de ataques cibernéticos do mundo real, ajudando as organizações a acompanhar as mais recentes técnicas que os cibercriminosos utilizam para escapar da deteção e violar usuários no ambiente de crimes cibernéticos.

A ESET divulgou novos dados do segundo quadrimestre de 2022 sobre a paisagem de ciberameaças em Portugal. Uma das observações mais destacáveis no mais recente relatório de ameaças da especialista europeia em cibersegurança é o crescimento das ciberameaças contra macOS em território nacional.

Globalmente, as deteções da ESET para os meses de maio, junho, julho e agosto deste ano mostram uma diminuição das ameaças contra macOS em relação com o quadrimestre anterior. Pelo contrário, em Portugal, foi registado um crescimento de 15% destas ameaças entre os dois quadrimestres.

À primeira vista, a aprendizagem de programação pode parecer um enorme desafio.

Contudo, se esta é a área na qual realmente quer apostar, existe uma forma de o fazer e sair preparadíssimo.

Inscreva-se num bootcamp de programação, e garanta uma formação de excelência.

A Check Point Research, área de Threat Intelligence da Check Point® Software Technologies Ltd., fornecedor líder de soluções de cibersegurança a nível global, analisou os ficheiros relacionados com  os dados de utilizadores WhatsApp que se encontram à venda na Darknet, e revelou que a fuga contém 360 milhões de números de telefone de utilizadores do WhatsApp de 108 países.

Pág. 3 de 3263

Sobre nós

Nascida em 2002, a Wintech é uma pagina web que reúne informações sobre tecnologia. Apresenta regularmente guias, análises, reportagens e artigos especiais de tudo o que rodeia o mundo tecnológico. Saiba mais.

Newsletter

Receba as notícias no seu e-mail

Top