Depois da AMD se ter queixado à Comissão Europeia, em 2001, a Comissão Europeia decidiu agora acusar a Intel por práticas ilegais e anticompetivas. Segundo a C.E. este tipo de práticas por parte da Intel tinham como objectivo manter a supremacia no mercado de processadores.

A Intel ainda não reagiu, mas têm mais dois meses para o fazer e assim responder às acusações da Comissão.

Este tipo de acusação da AMD contra a gigante Intel não é novidade. A AMD vai mesmo mais longe e afirma que a Intel "paga" aos fabricantes e integradores em troca do uso exclusivo dos seus chips. Em 2007 a Intel possuia cerca de 70% do mercado de processadores.
A Intel arrisca-se agora através do castigo imposto pela Comissão Europeia, a pagar uma multa equivalente a 10% da sua facturação na Europa. Este tipo de mulga é aplicada quando alguma entidade não respeita as regras da concorrência. O mesmo já aconteceu com a Microsoft que teve de "abrir os cordões à bolsa" com o pagamento de quase 500 milhões de euros...

Publicidade :
{mosgoogle}
Classifique este item
(0 votos)
Ler 2353 vezes

Sobre nós

Nascida em 2002, a Wintech é uma pagina web que reúne informações sobre tecnologia. Apresenta regularmente guias, análises, reportagens e artigos especiais de tudo o que rodeia o mundo tecnológico. Saiba mais.

Newsletter

Receba as notícias no seu e-mail

Top