Desde sexta que a terceira versão do FairUse4M está a fazer furor no mundo pirata. Com a nova versão do programa, o formato Windows Media fica vulnerável à cópia ilegal.

À semelhança das duas versões anteriores, o FairUse4M foi criado por especialistas em informática menos bem intencionados. O programa começou a ser distribuído no final da semana passada por anónimos.

A nova aplicação é fácil e intuitiva de usar: para eliminar as protecções anti-pirataria, basta arrastar os ficheiros de música e/ou vídeo para o FairUse4M para eliminar os sistemas de protecção de direitos de autor.
Com um processo similar, é possível converter estes ficheiros no formato MP3, que pode ser reproduzido em qualquer modelo e marca de leitor digital. Este processo pode ser aplicado em qualquer ficheiro em formato digital, independentemente da loja on-line em que foi comprado, explica Associated Press.

A Microsoft já tratou de relativizar esta nova ameaça e lembrou que o seu sistema de defesa anti-pirataria foi desenhado para ser suspenso a qualquer momento.

A Microsoft não informou se pretende investigar a autoria do novo “programinha pirata”.

As duas primeiras versões do FairUse4M desencadearam processos judiciais que mais tarde tiveram de ser arquivados, por incapacidade de identificação dos autores dos programas.
Publicidade :
{mosgoogle} 
Classifique este item
(0 votos)
Ler 2392 vezes Modificado em Jul. 17, 2007

Sobre nós

Nascida em 2002, a Wintech é uma pagina web que reúne informações sobre tecnologia. Apresenta regularmente guias, análises, reportagens e artigos especiais de tudo o que rodeia o mundo tecnológico. Saiba mais.

Newsletter

Receba as notícias no seu e-mail

Top