TinyCheck é uma ferramenta única e inovadora concebida para detetar stalkerware em dispositivos móveis sem colocar em risco a vítima. A Kaspersky revelou recentemente um novo hub dedicado à ferramenta, destacando os seus últimos desenvolvimentos e mudanças na forma como pode ser utilizada. O website também ajudará a consolidar ainda mais a comunidade de stakeholders empenhados no desenvolvimento da ferramenta e na luta contra o stalkerware e o spyware.  

O TinyCheck foi criado em 2019, na sequência de um debate entre a Kaspersky e um abrigo francês para mulheres. A organização estava a apoiar um número crescente de vítimas de stalkerware, mas não tinha a certeza de como lidar com isso do ponto de vista tecnológico. Precisavam de uma solução que fosse indetetável, fácil de usar e que pudesse ajudar a recolher provas. Os investigadores da Kaspersky propuseram-se a encontrar uma solução. 

O TinyCheck foi desenvolvido como uma ferramenta gratuita e de código aberto, o que significa que qualquer pessoa pode descarregá-la e contribuir para melhorar o software. O TinyCheck não está instalado num telefone inteligente, mas utiliza um dispositivo externo separado: um microcomputador Raspberry Pi. A ferramenta tem como objetivo facilitar a deteção de stalkerware num dispositivo da vítima de forma simples, rápida e não invasiva. Pode funcionar em qualquer sistema operativo sem alertar o agressor. O TinyCheck é seguro, não lê o conteúdo das comunicações de uma pessoa (SMS, e-mails, etc.), interagindo apenas com os servidores online/IPs com os quais o smartphone comunica. Por outras palavras, a ferramenta não saberá com quem uma pessoa está a falar, ou o que está a ser discutido. A captura de rede de um dispositivo analisado não é partilhada em lado nenhum: nem a Kaspersky nem qualquer outra parte receberá estes dados. Toda a análise é feita localmente.  

O TinyCheck hub, que entrou recentemente em funcionamento, é um ótimo local para visitar, aprender mais sobre a ferramenta e as suas aplicações, e chegar até à equipa para contribuir para o seu desenvolvimento. A Kaspersky está sempre à procura de novos parceiros para aumentar a sensibilização para os importantes tópicos de stalkerware e spyware, e para encontrar novas formas de ajudar as suas vítimas.  

Ao longo dos anos, cada vez mais ONGs têm testado e implementado o TinyCheck. Bruno Pérez Juncá, membro honorário da Stop Gender Violence Association, partilha a sua experiência com o TinyCheck: "Há muitos anos que trabalho com associações de violência de género e o TinyCheck é o que as vítimas e a população em geral precisam. É semelhante a um teste de antigénios; um teste rápido, económico e fiável para realizar uma inspeção inicial que possa identificar uma infeção móvel.” 

Mais recentemente, o TinyCheck também chamou a atenção das instituições europeias, dos jornalistas e das empresas. As agências de aplicação da lei e os órgãos judiciais na Europa estão atualmente a testá-lo para melhor apoiar as vítimas no processo de depoimento ou de investigação. 

Classifique este item
(0 votos)
Ler 869 vezes
Tagged em
Top