A Check Point Research (CPR), área de Threat Intelligence da  Check Point® Software Technologies Ltd., fornecedor líder global de soluções de cibersegurança, alerta para o crescimento exponencial do mercado negro dos certificados de vacinação falsos.  O número de anunciantes e subscritores disparou, multiplicando 10 e 12 vezes, respetivamente. Foram identificadas novas técnicas de venda que recorrem a bots para criar certificados na hora. Em Portugal, o preço deste tipo de documento anda à volta dos 150€. 

 Portugal entre os países para os quais se expandiu o mercado negro

O mercado negro dos certificados falsos de vacinação expandiu a sua área de abrangência, incluindo agora 29 países. Portugal é um dos 9 países que se estreiam nesta lista, junto com a Áustria, Brasil, Letónia, Lituânia, Malta, Singapura, Tailândia e Emirados Árabes Unidos (tabela A).

Número de vendedores aumenta 10 vezes

A 10 de agosto de 2021, a Check Point Research identificou cerca de 1000 anunciantes no Telegram. Atualmente, são mais de 10 000 utilizadores a oferecer certificados de vacinação falsos.

Número de subscritores aumenta 12 vezes

O Telegram é uma das principais plataformas onde decorrem estas transações ilícitas. Aqui, os vendedores organizam-se em grupos com um dado número de subscritores. Recentemente, foi identificada uma rápida aceleração do número de subscritores e seguidores, com alguns grupos a atingir os 300 000 membros – um número inédito até então. A drástica subida deve-se, no entender da Check Point Research, ao plano de vacinação obrigatória anunciado pela administração norte-americana na passada semana (fig.2).

Novas técnicas: Bots

A pandemia tem vindo a tomar novos contornos, mas nem por isso os cibercriminosos dão sinais de abrandamento da sua atividade. O mercado negro continua a adaptar-se, melhorando a sua capacidade de resposta e distribuição. Os investigadores da Check Point Research descobriram novas técnicas às quais os anunciantes têm recorrido para aumentar as suas vendas. Na Áustria, por exemplo, foi detetado um bot do Telegram que cria certificados falsos gratuitamente. A única coisa que o potencial interessado tem de fazer é preencher os dados relevantes e um ficheiro PDF será partilhado com todas as informações providenciadas.

“Temos acompanhado o mercado negro dos serviços relacionados com a COVID-19 durante todo o ano. Em janeiro, a sua principal plataforma era a Darknet, cujo acesso exige um software específico. Na altura, o mercado era provavelmente concebido para dealers, ou seja, pessoas que podiam distribuir em massa os produtos falsos em certas geografias. No decorrer dos últimos 9 meses, assistimos à consumerização massificada do mercado negro, numa transição macro para o Telegram. O Telegram é uma plataforma apelativa para os anunciantes dadas as possibilidades de anonimato, alcance e escala. O crescimento do mercado negro dos certificados de vacinação tem sido exponencial. No caso dos EUA, o preço de um certificado falso duplicou. Em termos de alcance, houve uma expansão para outros nove países. Estimamos que o número de vendedores tenha aumentado 10x. O número de subscritores dos grupos de venda, organizados no Telegram, aumentou 12x. À medida que forem avançadas mais medidas que exijam provas de vacinação, o expectável é que o mercado negro de certificados continue a prosperar” referiu Oded Vanunu, Head of Products Vulnerabilities Research at Check Point Software.

Tabela A: Preços para cada país

País

Preço

Australia

 

 

110 AUD

Austria

 

150€ 

Brasil

 

$80

Canadá

 

120$

Chipre 

 

150€

Finlândia

 

150€

França

 

150€

Grécia

 

150€

India

 

 

75$

Indonesia

 

80-100$

Irlanda

 

150€

Itália

 

150€

Letónia

 

150 - 200€

Lituânia

 

150€

Malta

 

150€

Países Baixos

 

150€

Polónia

 

150€

Portugal

 

150€

Roménia

 

150€

Singapura

250€

Espanha

 

150€

Suécia

 

150€

Suiça

 

150€

Tailândia

 

80$

Reino Unido

 

100-150€

Ucrânia

 

150€

Emirados Arabes Unidos

 

$200

EUA

 

$150 - $200

 

 

Tabela B: Mudanças no mercado negro desde o início da pandemia da COVID-19

Data de Relatório

À venda

Volume de anúncios

Países em que foi vendido

Plataforma de distribuição e venda

Preços

Dezembro 2020

Vacinas COVID-19

Algumas centenas

Vendedores dos EUA, principalmente

Darknet

$250

Março 2021

Resultados negativos de testes à COVID-19 e certificados de vacinação falsos

Anúncios da Darknet para vacinas COVID-19 aumentam mais de 300%

Vendedores dos EUA e de países europeus, incluindo França, Alemanha, Rússia e Espanha

Darknet e fóruns de hacking

$135-$150 por certificado de vacinação falso 

Agosto 2021

‘Passaportes de vacinação’ falsos: certificado digital COVID para UE, cartões de vacinação para CDC e NHS e testes PCR falsos

Desde o início de 2021, multiplicam em centenas o volume de grupos de publicidade destas ofertas e o tamanho destes mesmos grupos (em número de membros)

Certificados falsos de todo o mundo, a maioria vindo da Europa, países como a França, Grécia, Itália, Holanda e Suíça

Darknet e grupos de Telegram

$100-120 por certificados de vacinação falsos 

Setembro 2021 

‘Passaportes de vacinação’ falsos: certificado digital COVID para UE, cartões de vacinação para CDC e NHS e testes PCR falsos

Aumento do número de ofertas em 300% no período de Janeiro de 2021 a Março-Abril,

principalmente devido a mudanças nos países da UE em relação à vacina.

Agora vemos o mesmo efeito acontecer em grupos relacionados com os certificados de vacinação do CDC / EUA

Certificados falsos que vêm de todas as partes do mundo: Australia, Brasil, Chipre, Finlandia, India, Irlanda, Letónia, Lituânia, Portugal, Polónia, Roménia, Tailândia, Emirados Árabes Unidos, Reino Unido, Ucrânia e os Estados Unidos da América.

Grupos de Telegram e bots

Aproximadamente $100 por certificado falso

 

Classifique este item
(0 votos)
Ler 241 vezes
Tagged em

Sobre nós

Nascida em 2002, a Wintech é uma pagina web que reúne informações sobre tecnologia. Apresenta regularmente guias, análises, reportagens e artigos especiais de tudo o que rodeia o mundo tecnológico. Saiba mais.

Apoiamos

Gled Agra X Streamer @ Facebook

Newsletter

Receba as notícias no seu e-mail

Top