Analisámos os tarifários dos telemóveis das quatro principais operadoras nacionais. E chegámos à conclusão que a escolha do melhor plano pode significar uma excelente oportunidade de poupança

Campanhas, promoções e ofertas são destaques habituais nas campanhas de promoção dos vários operadores de telemóvel em Portugal. Tanto a MEO, líder de mercado, como as suas rivais da NOS, Vodafone e NOWO anunciam diversas vantagens nos seus planos para telemóvel, mas aquilo que é oferecido não representa, muitas vezes, um benefício efetivo para os clientes. Com a ajuda dos especialistas em comparação de preços do mercado português, a Comparamais, fomos analisar os vários planos propostos pelos operadores, e a verdade é que a diferença de preços chega a ser impressionante…

O que escolher no tarifário para telemóvel?

Esta é a primeira grande questão para que os clientes devem ter resposta quando vão escolher. Até porque, com todos os operadores a garantirem preços mais baixos na adesão por 24 meses, podemos ficar fidelizados por um grande período de tempo com um tarifário que não é o mais adequado. Basta recordar que, nas estatísticas da ANACOM para o sector dos telemóveis em 2019, cada português apenas fala, em média 204 minutos, e envia 15 mensagens mensalmente. No entanto, o seu consumo de internet pelos smartphones atinge os 3,9 GB por mês (embora parte seja efetuado através da ligação às redes fixas, por exemplo em casa ou no trabalho).

Considerando isto, e uma vez que há tarifários que lhe oferecem 3500, 5000 ou até 10.000 minutos de chamadas por mês, vale a pena deixar-se convencer por este argumento de venda? A verdade é que não, e por isso, explica a Comparamais, deve focar a sua escolha no plafond de dados móveis. É nessa área que se podem encontrar grandes diferenças nas ofertas dos operadores, e onde as variações de preços são mais expressivas. Isto significa que deve ter em atenção qual o consumo de internet no telemóvel que faz mensalmente, ao observar as suas faturas para analisar quanto gasta. Alternativamente, pode também fazer uma consulta do saldo no ecrã do telemóvel quando está a terminar o mês.

Diferenças de preço chegam a 400%

Existe uma ideia generalizada de que os preços dos vários operadores estão relativamente alinhados. Essa realidade é mais óbvia nos pacotes TV NET VOZ, mas não tanto nos preços dos tarifários de telemóvel, onde a variação do custo entre as diferentes operadoras é maior. Curiosamente, é nos pacotes mais “básicos” que isso se verifica, explicou-nos a Comparamais.

Os pacotes com 1GB de dados móveis têm preços que variam desde os 5€, na NOWO, aos 24,9€ na Vodafone, enquanto a MEO e a NOS apresentam um custo mensal de 18€. Ou seja, neste caso a escolha pela empresa de origem britânica pode significar um preço 400% superior e, ao final do ano, praticamente mais 240€ nas suas faturas de telemóvel. E, no final da fidelização, gastou 500€ a mais, o suficiente para adquirir um telemóvel topo de gama de muitas marcas.

Nos pacotes para consumos mais elevados as distâncias nos preços são menos significativas, embora com a NOWO a continuar a diferenciar-se dos valores praticados pelos outros operadores. Enquanto o seu preço seja de 10€ para um tarifário com 4000 Min/SMS e 4GB de internet, os pacotes com 3GB de internet móvel na MEO custam 21€, os da NOS estão tabelados em 22€ e na Vodafone os valores ascendem aos 28€. Ou seja, mesmo com as diferenças a serem inferiores, continuam a haver variações importantes. Mesmo que tenha dúvidas sobre a NOWO (embora ela tenha cobertura nacional através das redes MEO), entre os restantes operadores também há boas oportunidades de poupança. Caso escolha a MEO em detrimento da Vodafone, por exemplo, vai gastar menos 70€ no final de um ano. E, com todos os contratos a terem uma permanência de 24 meses, significa que pagou menos 140€ no final de fidelização.

Vale a pena incluir o telemóvel no pacote de casa?

Esta questão pode ter uma resposta dupla, explicou-nos a Comparamais. Segundo a especialista em comparação de preços, caso os clientes estejam dispostos a “sacrificar” alguns dos mais de 100 canais de TV ou alguma velocidade de internet, há operadoras como a NOWO e a NOS onde podem encontrar mais vantajosos. Mas no caso da Vodafone, e também da MEO, é claramente mais vantajoso agregar todos os serviços, já que os preços são consideravelmente mais baixos.

Além disso, há duas vantagens adicionais ao concentrar todos os serviços. E que são potenciadas caso junte mais do que um telemóvel ao pacote TV NET VOZ. Os operadores garantem promoções, como a oferta de plafonds adicionais de internet ou descontos nos preços a quem faça esta escolha. Além disso, outra vantagem é que apenas recebe uma fatura em casa ou no email, facilitando a tarefa de supervisionar e pagar por estes serviços.

Vale a pena trocar de operador de telemóvel?

Segundo a Comparamais, o melhor mesmo é esperar pelo final do prazo de fidelização. Caso troque antes, poderá acabar por aumentar os seus custos, já que terá de indemnizar o operador atual por quebra de contrato. Como tal, tenha em atenção aquela habitual chamada quando está a terminar o prazo de fidelização para renovar o serviço. Segundo explica o especialista em preços, vão ser oferecidas vantagens e descontos aos clientes nessa altura, mas isso não significa efetivamente que estará a poupar o máximo possível. Como tal, a solução é esperar pelo final da fidelização para trocar, altura em que deverá comparar os preços dos vários operadores para saber, efetivamente, onde vai ter o melhor tarifário. Até porque, como se pode perceber, há casos em que as diferenças de preços são verdadeiramente impressionantes...

Classifique este item
(2 votos)
Ler 456 vezes
Tagged em

Sobre nós

Nascida em 2002, a Wintech é uma pagina web que reúne informações sobre tecnologia. Apresenta regularmente guias, análises, reportagens e artigos especiais de tudo o que rodeia o mundo tecnológico. Saiba mais.

Newsletter

Receba as notícias no seu e-mail

Top