A Black Friday, evento de referência para o comércio tradicional e eletrónico, está já mesmo ao virar da esquina e cada vez com mais adeptos destes descontos: em 2018 cada português gastou em média €216 neste dia . Check Point® Software Technologies Ltd. , fornecedor líder especializado em cibersegurança a nível mundial, alerta para os principais ciber riscos online que perseguem os utilizadores estes dias em que os ciber criminosos aproveitam para lançar ataques específicos relacionados com descontos.

Email phishing: este tipo de ciber ameaça permite que o criminoso obtenha a sua informação confidencial (dados pessoais, senhas de segurança inclusive credenciais bancárias). A forma de operar consiste no envio por correio eletrónico às vítimas de uma suposta oferta proveniente de uma loja online que inclui um link para aceder a um website fraudolento, o website tem a aparência de uma loja online real, pois o objetivo é enganar os utilizadores e conseguir obter os seus dados pessoais. Também é possível que a vítima receba uma fatura falsa em que realmente se encontra um arquivo maligno que, uma vez executado, irá infetar o dispositivo e dará acesso aos dados pessoais por parte dos ciber criminosos. É importante frisar que grande parte dos comunicados que se realizam com carácter excecional e urgente são para impedir que os utilizadores possam analisar antecipadamente o conteúdo, como por exemplo a utilização de expressões genéricas “estimado cliente, amigo”. Este tipo de expressões ou formato de mensagem não é praticado por websites fidedignos.

Malware em dispositivos móveis: o Smartphone converteu-se num companheiro de viagem para muitas das nossas atividades diárias, e uma dessas atividades são as compras online. No entanto, os ciber criminosos também se aliaram a esta tendência e criaram os seus próprios softwares falsos, em que os utilizadores descarregam as aplicações e os criminosos a partir de um programa malicioso oculto na app do telemóvel, conseguem aceder aos dados pessoais e toda a informação que o dispositivo tem.

Golpes nas redes sociais e páginas web falsas: o tráfego de informação sobre ofertas e descontos na internet e redes sociais está cada vez mais a aumentar durante datas como a Black Friday. Os ciber criminosos aproveitam esta época para anunciar ofertas apetecíveis através de perfis falsos em redes sociais, inclusive criam páginas que imitam a aparência de uma página web original para se fazer passar por plataformas de e-commerce fidedignas e conseguirem obter os dados bancários dos cartões de créditos de milhares de utilizadores, obtendo assim benefícios económicos. Este é um dos principais perigos que enfrentam os utilizadores, pois estima-se que nos últimos 6 meses registaram-se mais de 1.700 domínios similares ao domínio amazon.com, como por exemplo “amaz0n-jp.com”, que procuram enganar os utilizadores para fazê-los crer que se trata da página oficial da companhia no Japão. Apenas na primeira metade de Novembro, antes da Black Friday, o uso phishing em URLs de e-commerce cresceu 233%.

 

Como é que os utlizadores podem realizar compras seguras durante o Black Friday?


Os especialistas da Check Point assinalam que, para desfrutar compras sem contratempos, há que seguir algumas dicas muito simples, como pesquisar a veracidade do Website (ver se tem o protocolo de segurança https, por exemplo é um sinal de confiança), evitar abrir correios eletrónicos que não venham de fontes de confiança, ter sempre presente que uma oferta excessiva é muito provável que seja falsa e evitar instalar qualquer aplicação que não seja 100% confiável.

Por outra parte, a companhia também chama a atenção para a necessidade de se utilizar ferramentas de segurança que nos ajudem a navegar em segurança. A Check Point com a ZoneAlarm Extreme Securitu, cuja extensão é gratuita, conta também com a Anti-Phishing Extension que percorre todas as páginas e elimina da área de pesquisa websites que não sejam seguros para o utilizador, emite também um alerta a dizer se o website é seguro ou não, protegendo-o de possíveis ataques de phishing. A ZoneAlarm oferece também, na sua versão Extreme Security, proteção contra outros tipos de cibercrime, como por exemplo a gravação do registo dos nossos dados pessoais digitados através do teclado, ou até mesmo contra o ataques de virus e malwares avançados.
 
“O comércio eletrónico oferece a possibilidade de aceder e realizar todo o tipo de compras em qualquer momento e a partir de qualquer lugar, o que acontece muitas é que o consumidor relaxe e não perceba as potenciais ameaças que pode enfrentar durante todo o processo”, assinala Eusebio Nieva, director técnico da Check Point de Espanha e Portugal. “Por este motivo, é imprescindível que os utilizadores tomem consciência da necessidade de se protegerem contra as principais ameaças no mundo digital, já que a única maneira de se manterem a salvo de todos os riscos associados a fazer comprar durantes as datas da Black Friday”, conclui Eusebio Nieva.

Classifique este item
(0 votos)
Ler 231 vezes

Sobre nós

Nascida em 2002, a Wintech é uma pagina web que reúne informações sobre tecnologia. Apresenta regularmente guias, análises, reportagens e artigos especiais de tudo o que rodeia o mundo tecnológico. Saiba mais.

Wintech TV

Newsletter

Receba as notícias no seu e-mail

Top