No ano em que a Pride Parade celebra, em Lisboa, o seu 20º aniversário, a Microsoft Portugal apoia institucionalmente, pela primeira vez, esta iniciativa - agendada para o próximo dia 29 de junho. A tecnológica vai participar na Marcha do Orgulho LGBTQI+ em defesa dos princípios de igualdade, diversidade e inclusão de pessoas Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transgéneros, Queer e Intersexuais com um autocarro alusivo ao tema, contando com uma comitiva de mais de 60 colaboradores e familiares que se quiseram associar à ação. O desfile está marcado para 17h00, tem início no Príncipe Real, e culmina na Ribeira das Naus, em Lisboa.

Em 2019, a Microsoft vai ter a sua maior participação de sempre em iniciativas deste género, envolvendo 30 países, mais de 60 cidades e cerca de 4.000 colaboradores.

Segundo Rita Piçarra, Diretora Financeira da Microsoft Portugal e uma das mobilizadoras do movimento GLEAM na subsidiária, colocar Lisboa no mapa deste movimento era imperativo. “A diversidade e inclusão são pilares da cultura da Microsoft. No ano passado, globalmente, assinalámos o Pride em 40 cidades, de 17 países e queríamos incluir Portugal nestas celebrações. Embora muito tenha mudado desde a revolução de Stonewall é inegável que muitos dos problemas originais ainda estão presentes nos dias de hoje. A tecnologia que temos atualmente é uma excelente ferramenta para nos ajudar a dissolver estas diferenças e promover a inclusão”.

“What action will you take” é a assinatura desta campanha da Microsoft, que incentivou os colaboradores a pensar as suas ações de inclusão, e contou com a partilha de vários testemunhos e compromissos que podem ser conhecidos aqui.

Em todo o mundo, mais de 180 países não têm igualdade no casamento e mais de 70 criminalizam mesmo relações entre pessoas do mesmo género. Cerca de uma dezena de países determina que cidadãos não-heterossexuais devem ser executados.

Em 1989, a Microsoft introduziu a orientação sexual às políticas de não-discriminação da empresa. Ao longo de mais de uma década, obteve um resultado de 100 no HRC Corporate Equality Index. Hoje mantém esforços no sentido de garantir igualdade de direitos aos colaboradores, não discriminando em função da orientação sexual.

Além de apoiar Organizações Não Governamentais, a Microsoft participa em mais de 60 marchas de Orgulho LGBTQI+ em diferentes cidades em todo o mundo e advoga pelos direitos destas comunidades.

Lisboa entra assim no lote de cidades que a 29 de junho assinalarão o Pride Month, a par de São Paulo, Singapura, Paris, Milão, Roma e Dublin. O mês de junho está historicamente associado à defesa do movimento LGBTQI+ devido à revolta de Stonewall, que aconteceu em Nova Iorque, nos Estados Unidos da América, a 28 de junho de 1969.

Saiba mais sobre esta iniciativa da Microsoft em https://www.microsoft.com/en-us/pride.

Classifique este item
(0 votos)
Ler 322 vezes

Sobre nós

Nascida em 2002, a Wintech é uma pagina web que reúne informações sobre tecnologia. Apresenta regularmente guias, análises, reportagens e artigos especiais de tudo o que rodeia o mundo tecnológico. Saiba mais.

Wintech TV

Newsletter

Receba as notícias no seu e-mail

Top