Crianças estão a interessar-se três vezes mais por compras online e sites de e-commerce - Wintech

Em comparação com o ano passado,  as crianças estão a aproveitar os benefícios das compras online e estão a navegar – e, por vezes, a comprar - de uma maneira que provavelmente se vai tornar a única forma de fazer compras no futuro. Desta forma, os pais precisam de dar orientação aos seus filhos, de forma a garantir que eles tenham uma experiência online positiva, sem o risco de partilharem inadvertidamente informações pessoais ou informações bancárias com hackers e envolverem-se em potenciais fraudes de engenharia social que levam à perda de dinheiro. Desta forma, torna-se fundamental que os pais e outros adultos da família se mantenham atentos às principais mudanças no comportamento online das crianças.

De acordo com as estatísticas do estudo, o crescente interesse das crianças em sites de e-commerce é uma tendência mundial, mas a sua extensão varia em função da localização geográfica. A tabela abaixo revela que a maior fração (e também o maior crescimento) em pesquisas de compras online foi registada na Rússia e na CIS (23%), seguindo-se a América do Norte (15%), a Europa, o Médio Oriente (11%), a Ásia e a América Latina (9%).

Tabela 1. Interesse das crianças, por região, em e-commerce

 

Embora existam algumas diferenças regionais, as lojas mais procuradas por crianças, a nível mundial, incluem o AliExpress, a Amazon e o Ebay. Quando se trata de marcas chinesas em particular, as visitas crescem, constantemente, ano após ano. Roupas desportivas (Nike, Adidas), equipamentos eletrónicos (Apple, Samsung) e marcas de moda (Gucci, Vans, Supreme, Zara, Bershka) são os sites mais procurados pelo público mais jovem.

Vale a pena referir que a pesquisa de produtos online, bem como a visita a páginas de marcas específicas, não se traduz necessariamente em gastos reais. Esta atenção crescente das crianças para compras online não deve ser interpretada como uma necessidade de proibir tais atividades, mas sim que os pais prestem atenção aos hábitos online e conversem com os seus filhos sobre os possíveis riscos e precauções, estabelecendo algumas regras básicas.

“A Internet oferece muitas oportunidades para crianças e jovens e, por isso, vemos muitos deles a tornarem-se uma audiência significativa para as lojas online. Independentemente de gastarem ou não dinheiro, eles precisam do apoio e orientação dos adultos para os ajudar a evitar conteúdos impróprios, perder dinheiro ou partilhar desnecessariamente dados pessoais. Embora existam certas coisas que o software de controlo parental pode fazer, é fundamental que os adultos estejam cientes daquilo que os filhos estão a fazer online e garantam que estão protegidos em todos os dispositivos que utilizem, navegando em segurança. Esta é uma boa oportunidade para os pais passarem mais tempo com os filhos, criando e partilhando listas de produtos favoritos, ao mesmo tempo que explicam o funcionamento da Internet”, afirma Alfonso Ramirez, Diretor Geral na Kaspersky Iberia.  Para que as crianças permaneçam em segurança na Internet, enquanto navegam em sites de compras online, a Kaspersky aconselha as seguintes medidas de prevenção: 

  • Alertar sobre o uso de redes wi-fi não confiáveis - como as públicas - para pagamentos online. Os pontos de acesso podem ser facilmente “hackeados” para intercetar o tráfego de utilizadores e roubar informações confidenciais.
  • Todos os pagamentos devem ser feitos na presença de um adulto até que os mais novos estejam suficientemente à vontade para os fazerem sozinhos. Não se deve inserir informações do cartão de crédito em sites suspeitos ou desconhecidos, de forma a evitar que os hackers tenham acesso.
  • Ensinar as crianças a evitar a partilha de dados pessoais, seja por telefone ou online. Certifique-se sempre que elas têm confiança para pedir ajuda, sempre que houver um problema ou se não tiverem a certeza de alguma operação.
  • Proibir a partilha de dados de pagamento (por exemplo, número de cartão de crédito, data de validade, PIN, CVV e CVC) com alguém desconhecido, incluindo amigos ou outros adultos. Certifique-se sempre que elas percebem que ninguém tem o direito de exigir essa informação da parte deles.
  • Restringir a gravação automática de informações de pagamento nos dispositivos que, se roubados ou perdidos, podem cair nas mãos erradas.
  • Ativar a funcionalidade de controlo parental no Kaspersky Security Cloud, no Kaspersky Total Security ou utilizar um software especializado como o Kaspersky Safe Kids, que permite aos pais monitorizar o que os seus filhos fazem, veem ou pesquisam online, em todos os dispositivos, incluindo dispositivos móveis. Este software também fornece conselhos úteis sobre como ajudar as crianças a comportarem-se de forma segura online. Os pais devem explicar os benefícios deste software, de forma clara, para que os seus filhos se sintam confortáveis com o controlo e o envolvimento dos adultos.

Para saber mais sobre segurança infantil online, consulte o relatório de controlo parental 2018/2019 da Kaspersky aqui.

Classifique este item
(0 votos)
Ler 304 vezes Modificado em Jun. 16, 2019
Tagged em

Sobre nós

Nascida em 2002, a Wintech é uma pagina web que reúne informações sobre tecnologia. Apresenta regularmente guias, análises, reportagens e artigos especiais de tudo o que rodeia o mundo tecnológico. Saiba mais.

Wintech TV

Newsletter

Receba as notícias no seu e-mail

Top