O Bithumb decidiu, recentemente, suspender por breves instantes os serviços de depósito e levantamento devido ao facto de ter sido detetado que um grupo de criminosos conseguiu roubar mais de 30 milhões de dólares em moeda virtual.

Sediada em Seul, a Bithumb, divulgou a informação através de diversas mensagens no seu espaço no Twitter. Ao mesmo tempo, confirmou igualmente, que as moedas roubadas seriam cobertas pelas próprias reservas do Bithumb. Perante este “assalto”, a empresa decidiu transferir todos os ativos dos utilizadores para uma carteira diferente.

Os ativos transferidos foram rapidamente colocados numa denominada cold wallet, ou carteira fria, um método utilizado para o armazenamento a longo prazo de uma grande quantidade de dinheiro / moeda encriptada e que está apenas ligada à Internet quando se efetua uma transação –  para diminuir a probabilidade de mais fundos serem roubados.

Neste momento, este já é o terceiro hack ao Bithumb – o maior caso de roubo de criptomoedas na Coréia do Sul – e o segundo maior incidente a ter atingido uma troca de criptomoedas após a invasão do Coinrail a 10 de junho.

Após a notícia da invasão da Bithumb, o valor da criptomoeda sofreu uma grande queda nos mercados antes de se recuperar rapidamente no final do dia.

Entretanto a polícia de Seul iniciou uma investigação acerca do roubo, incluindo a recolha de dados dos computadores da empresa.

Os recentes ataques no mercado das moedas encriptadas levaram o público a solicitar que o governo implementasse regulamentações mais rígidas.

Classifique este item
(0 votos)
Ler 982 vezes
Tagged em

Sobre nós

Nascida em 2002, a Wintech é uma pagina web que reúne informações sobre tecnologia. Apresenta regularmente guias, análises, reportagens e artigos especiais de tudo o que rodeia o mundo tecnológico. Saiba mais.

Newsletter

Receba as notícias no seu e-mail

Top