A maior competição portuguesa pela melhor aplicação criada por jovens para resolver problemas sociais está de volta e começa já esta sexta-feira. No primeiro encontro regional da quarta edição do Apps for Good, que decorrerá na Escola Secundária Domingos Rebelo nos Açores, equipas de jovens entre os 10 e os 18 anos vão demonstrar o trabalho desenvolvido ao longo do ano letivo, apresentando as suas ideias (Apps) que solucionam problemas reais.

O encontro contará com vários membros do governo regional dos Açores, como João Pedro Resendes (Direção Regional da Juventude) e Luís Amaral (Direção Regional da Ciência e Tecnologia), estando igualmente presente José Cascalho (Universidade dos Açores), Fernanda Ledesma (ANPRI), André Ruela (Expolab – Centro Ciência Viva) e Lázaro Raposo (Cereal Games). O júri irá escolher a melhor solução tecnológica que estará no evento final, em setembro, na Fundação Calouste Gulbenkian.

As seis equipas que vão participar no encontro regional dos Açores são a DI-Control, uma solução para melhorar a qualidade de vida dos diabéticos; a Eat Now, uma solução que permite reservar, descobrir a localização, a ementa e saber a disponibilidade do restaurante nos Açores; a Help Student, uma solução para motivar o estudo dos alunos, permitindo-lhes uma melhor organização, com questionários e obtenção de vouchers com Escola Virtual; a Oh My Tools!, uma solução para realizar todas as atividades culinárias de forma organizada e em segurança; a Student’s Guide, uma solução para ajudar o aluno a decidir sobre a área e curso que deve escolher na passagem do secundário para a universidade, dando-lhe uma ideia de como é o dia-a-dia da profissão que escolherá; e a USISM (Unidade de Saúde de S. Miguel), uma solução para marcar consultas online, para justificar faltas e saber o que é preciso levar para as consultas.

“O Apps for Good desenvolve a capacidade criativa e inovadora dos jovens, sendo a tecnologia um meio e não apenas um fim, na resolução de problemas e de causas sociais que permitam criar uma sociedade mais cívica e mais sustentável”, afirma João Baracho, diretor executivo do CDI.

Programa:

Dia: 1 de junho de 2018

Local: Escola Secundária Domingos Rebelo (Açores)

Agenda:

15h00 – Receção das equipas de alunos, professores e convidados

15h30 – Pitch: Apresentações feitas pelas equipas de alunos em sessões de 3 minutos

16h00 – Marketplace: Mostra de todas as aplicações pelas equipas de alunos

16h45 – Entrega de Prémio e Encerramento

Lançado há cinco anos pelo CDI, o Apps for Good é um programa que pretende seduzir jovens (entre os 10 e 18 anos) e professores para a utilização da tecnologia como forma de resolver os seus problemas, propondo um novo modelo educativo mais intuitivo, colaborativo e prático. O objetivo do programa é o desenvolvimento de Apps para smartphones e tablets que possam contribuir para a resolução de problemas relacionados com a sustentabilidade do mundo em que vivemos.

A operacionalização do projeto decorre ao longo do ano letivo, onde professores (de todas as áreas disciplinares) e alunos têm acesso a conteúdos online com uma metodologia de projeto de 5 passos. Para apoiar no desenvolvimento do projeto, os participantes têm acesso a uma rede de especialistas que se ligam online à sala de aula, para prestar todo o apoio de esclarecimento de dúvidas. O modelo de implementação poderá ser em regime curricular ou extracurricular.

No final do projeto, as escolas poderão optar por participar na competição que está dividida em duas fases: Encontros Regionais – semifinais em que todos os alunos são convidados a ir a Marketplace e a fazer o seu pitch – e Evento Final – onde são premiadas as melhores soluções.

O Apps for Good conta com vários parceiros, como a Microsoft, Fundação Calouste Gulbenkian, Synopsys, Fundação PT, Siemens, SAP, DNS.pt, REN, SIVA, BNP Paribas, SAGE, IBM, DECSIS, SRS Advogados e PWC entre outros, mas também parceiros institucionais, como a Direção-Geral de Educação, a Associação Nacional de Professores de Informática, a APDC, a Educom, o Instituto de Educação da Universidade de Lisboa e a Associação Portuguesa de Professores de Inglês. Este programa é ainda financiado pela Iniciativa Portugal Inovação Social.

Classifique este item
(0 votos)
Ler 1008 vezes
Tagged em

Sobre nós

Nascida em 2002, a Wintech é uma pagina web que reúne informações sobre tecnologia. Apresenta regularmente guias, análises, reportagens e artigos especiais de tudo o que rodeia o mundo tecnológico. Saiba mais.

Wintech TV

Newsletter

Receba as notícias no seu e-mail

Top