Os Beatles voltaram a encantar milhões de fãs em todo o mundo ao lançarem uma nova canção, tudo possível graças à inteligência artificial (IA), combinando partes de uma gravação antiga e melhorando a sua qualidade de áudio. Embora esta tecnologia tenha, neste caso específico, permitido a criação de uma obra-prima da banda, há também um lado mais sombrio na utilização da IA para criar vozes e imagens falsas.

Felizmente, estas falsificações profundas - e as ferramentas utilizadas para as criar - não estão, por enquanto, bem desenvolvidas ou generalizadas, mas o seu potencial de utilização em esquemas de fraude é extremamente elevado e a tecnologia não está parada.

quinta-feira, 16 novembro 2023 13:03

Kaspersky revela que ataques a gamers aumentaram em 2023

A comunidade global de gaming, que atualmente representa quase metade da população mundial, tem estado cada vez mais debaixo de fogo dos cibercriminosos, de acordo com uma investigação abrangente da Kaspersky. No período compreendido entre julho de 2022 e julho de 2023, a empresa de cibersegurança verificou que a base de utilizadores de jogos está mais vulnerável. Os cibercriminosos exploraram esta vasta comunidade para aceder a dados pessoais, lançando uma série de ataques, incluindo vulnerabilidades da Web, ataques de negação de serviço distribuída (DDoS), extração de criptomoedas e campanhas complexas de Trojans ou de phishing.

Os especialistas da Equipa Global de Investigação e Análise (GReAT) da Kaspersky oferecem perspetivas e projeções para 2024 no Boletim de Segurança Kaspersky, com foco na evolução das Ameaças Persistentes Avançadas (APT).

Os investigadores da Kaspersky preveem que os criadores de ameaças persistentes avançadas (APT) irão introduzir novas explorações em dispositivos móveis, wearables e inteligentes e utilizá-las para formar botnets, aperfeiçoar os métodos de ataque à cadeia de abastecimento e utilizar a IA para ataques de spear-phishing mais eficazes. Prevê-se que estes avanços intensifiquem os ataques com motivações políticas e a cibercriminalidade.

O último relatório da Kaspersky revelou que uma campanha maliciosa de "multi-malware" em curso levou a cabo mais de 10.000 ataques dirigidos principalmente a organizações globais. A campanha utiliza backdoors, keyloggers e software de mineração. Utilizando novos scripts maliciosos concebidos para desativar funcionalidades de segurança e facilitar o descarregamento de malware, o seu objetivo é a exploração financeira.

A Kaspersky anunciou hoje o lançamento de uma nova Formação Online em Cibersegurança para Executivos, crucial para as empresas e os empresários digitais atuais. A formação em cibersegurança é essencial para a gestão de riscos e a resposta a crises, ao mesmo tempo que capacita os líderes empresariais para tomarem decisões informadas e eficazes durante incidentes de segurança.

A cooperação entre as equipas de segurança de TI e os conselhos de administração das empresas nunca foi tão importante - ou benéfica para as empresas - com mais de 60% dos gestores a admitir que a falta de comunicação em torno da segurança de TI na sua organização conduziu a, pelo menos, um incidente de cibersegurança.

Os especialistas da Kaspersky analisaram uma campanha recente do Zanubis, um Trojan bancário que se distingue pela sua capacidade de se fazer passar por aplicações legítimas. A investigação também lança luz sobre o recente criptor/carregador AsymCrypt e o malware Lumma, que está a evoluir, sublinhando a necessidade crescente de uma segurança digital melhorada.

A Kaspersky investigou as ameaças em evolução que visam o sector em rápido crescimento da Internet das Coisas (IoT). Com a previsão de que os dispositivos IoT, como routers e componentes domésticos inteligentes, ultrapassem os 29 mil milhões até 2030, a investigação da Kaspersky disponibiliza informações essenciais sobre métodos de ataque, atividades na dark web e tipos de malware predominantes.

Objetos maliciosos de todos os tipos foram detetados e bloqueados em 34% dos computadores de Sistemas de Controlo Industrial (ICS) no primeiro semestre de 2023, de acordo com o relatório sobre ICS CERT da Kaspersky. O segundo trimestre de 2023 registou o nível trimestral mais elevado de ameaças a nível global desde 2019, com 26,8 por cento dos computadores ICS afetados.

terça-feira, 19 setembro 2023 19:06

Kaspersky celebra 15 anos de presença em Portugal

A Kaspersky celebra 15 anos em Portugal. Desde a sua chegada ao nosso país, o fabricante de soluções de cibersegurança lutou contra múltiplas ameaças e milhares de ciberataques que testaram a resiliência tanto de empresas, como de administrações públicas e utilizadores.

As estratégias, os métodos de trabalho e a organização interna dos cibercriminosos mudaram rapidamente nos últimos anos. Como resultado, as empresas de cibersegurança, como a Kaspersky, tiveram de evoluir para se manterem um passo à frente das ameaças, mantendo protegidas as empresas e os utilizadores de todo o mundo, incluindo os espanhóis.

segunda-feira, 18 setembro 2023 22:10

Grupo de ransomware “Cuba” volta a atacar

A Kaspersky revelou uma investigação sobre as atividades do famoso grupo de ransomware conhecido como Cuba. Este grupo de cibercriminosos implantou recentemente um malware que conseguiu evitar a deteção mais avançada e visou organizações em todo o mundo, deixando um rasto de empresas comprometidas em vários sectores.

Em dezembro de 2022, a Kaspersky detetou um incidente suspeito no sistema de um cliente, descobrindo três ficheiros duvidosos. Estes ficheiros desencadearam uma sequência de ações que levaram ao carregamento da biblioteca komar65, também conhecida como BUGHATCH.

Pág. 3 de 28
Top