Depois de anunciar o Xiaomi CC9 Pro em um evento em sua terra natal, a empresa chinesa apresentou ao mundo o Xiaomi Mi Watch, um relógio que não apenas conta com o sistema operacional do Google, mas tem um preço agressivo, uma bateria generosa e uma estética com certas semelhanças com o Apple Watch.

Pelo menos no caso do modelo para a China, o Xiaomi Mi Watch chega com o MIUI For Watch, uma versão de sua conhecida camada de personalização, mas não sabemos se a versão global também trará a referida camada ou contará uma estética mais próxima do WearOS. Também foi confirmado que ele terá 4G graças a um eSIM.

Um design familiar

Como dissemos, fica claro que, como a empresa fez com o Amazfit GTS, que o Xiaomi Mi Watch será bastante semelhante ao relógio inteligente da Apple. Ele possui um carcaça quadrada na qual se destaca a coroa rotativa da borda direita, localizada em um botão para interagir com o dispositivo e o microfone. No outro lado, encontramos outro microfone e um alto-falante para as ligações e também para as músicas.

Quanto à tela, o Mi Watch conta com uma AMOLED de 1,78 polegadas que se estende até os cantos. Ela é protegida pelo Gorilla Glass 3 e sua resolução é de 368 x 448 pixels. A parte de trás é feita de cerâmica e a carcaça é finalizada em alumínio em duas cores: preto e prata. Na área inferior, encontramos o sensor de frequência cardíaca (que também será usado para monitorar sono e estresse) e os pinos de carga. 

Falando em monitoramento, o Xiaomi Mi Watch possui dez modos esportivos, entre os quais corrida ao ar livre, montanhismo ou natação. Para oferecer maior precisão, dentro do relógio, há um sensor de seis eixos, três sistemas de posicionamento, bússola e barômetro. Há também o Firstbeat, uma "série de algoritmos profissionais" que analisam "quase 30 dados esportivos", como tempo de recuperação ou consumo máximo de oxigênio.

 

Desenvolvido por Qualcomm

Deixando de lado a estética, veja os os componentes do Xiaomi Mi Watch. Dentro do relógio, temos 1 GB de RAM e 8GB de armazenamento interno, fazendo dele um dos relógios mais poderosos do WearOS. O processador é o Snapdragon 3100, um chipset que conhecemos bem e que aparece também no Fossil Gen 5, por exemplo.

O sistema operacional é o WearOS com MIUI For Watch, como dissemos antes, e é responsável por dar vida a uma bateria de 570 mAh na versão padrão e 590 mAh na versão especial. Segundo o site https://www.reviewbox.com.br/, isso é suficiente para o relógio durar 36 horas em operação, o equivalente a um dia e meio.

Versões do Mi Watch

O Xiaomi Mi Watch foi apresentado e anunciado para a China em duas versões: a edição padrão e a edição especial. As diferenças entre eles são a cor, já que a edição padrão vem em prata e preto e a especial em Yao Shi Black, além de ter a tela protegida por safira. A versão especial é 12 gramas mais pesada e tem um pouco mais de bateria.

Classifique este item
(0 votos)
Ler 382 vezes

Sobre nós

Nascida em 2002, a Wintech é uma pagina web que reúne informações sobre tecnologia. Apresenta regularmente guias, análises, reportagens e artigos especiais de tudo o que rodeia o mundo tecnológico. Saiba mais.

Wintech TV

Newsletter

Receba as notícias no seu e-mail

Top