O mundo dos jogos é um dos sectores com maior crescimento e as consolas de jogos são sem dúvida um dos presentes mais oferecidos em épocas festivas como é o caso do Natal. Aliás, nos últimos tempos temos visto uma progressiva transferência do formato físico dos vídeojogos para plataformas de distribuição digital, seja tanto no sector das consolas como no dos computadores. Conscientes deste feito a Check Point® Software Technologies Ltd., o fornecedor líder especializado em cibersegurança a nível mundial, assinala quais são os principais ciber-riscos associados a este sector e indica como garantir a segurança dos utilizadores nas plataformas de vídeojogos online, incluindo os equipamentos (videoconsolas ou PCs).

  • Downloads indesejados: O facto de haver cada vez mais plataformas para jogar, obriga a que haja mais plataformas para os jogadores conseguirem efetuar o download dos jogos. A tendência destas plataformas é crescerem cada vez mais. Muitas vezes, os utilizadores para não pagarem o preço dos videojogos efetuam downloads em sites não oficiais. Este feito implica um grave risco, porque é muito provável que os ciber-criminosos aproveitem esta tendência para incluir nos links de download dos jogos softwares maliciosos, como malware ou ransomware, para aceder ao computador dos utilizadores e infetá-lo. Por isso, é fundamental realizar estas descargas única e exclusivamente em websites de confiança.
  • Roubo de identidade: Seja através das funcionalidades dos chats dos videojogos ou plataformas online, ou por meio de correio eletrónico, um dos principais riscos que enfrentam os jogadores é o roubo de identidade. Por meio desta técnica, conhecida como phishing, os cibercriminosos fazem-se passar por responsáveis de plataformas de videojogos para se aproveitarem da confiança do interlocutor e mandar mensagens a indicar que alguém tentou aceder à sua conta, pelo que é necessário o utilizador disponibilizar os seus dados de utilizador e password. A Check Point recomenda “não partilhar nunca os seus dados de utilizador e password, já que nunca se sabe quem está do outro lado, e nunca lhe será pedida a password desse modo, pois a empresa na verdade tem acesso a esses dados”.
  • Perdas financeiras: Quase todas as plataformas de videojogos e downloads pedem dados bancários para realizar a compra de títulos, renovar subscrições, etc. Apesar de ser algo habitual, este é um dos principais riscos para os utilizadores, já que, um ciber-criminoso pode se fazer passar por outro jogador, podendo aceder ao seu perfil, permitindo obter toda a informação, desde realizar compras em seu nome. O mais recomendável é evitar ao máximo introduzir os dados bancários neste tipo de plataformas para, que desta forma, seja possível minimizar os riscos de fraude económica. A Check Point recomenda utilizar serviços de pagamento como o PayPal, porque oferecem mais segurança ao utilizador e a garantia no caso de perdas económicas.

“Milhões de pessoas em todo o mundo têm perfis criados nas plataformas de videojogos mais difundidas do mundo. Isto faz com que se convertam num alvo cada vez mais apetecível para os ciber-criminosos, devido à quantidade de credenciais bancárias e dados a que se pode aceder”, assinala Eusebio Nieva, director técnico da Check Point de Espanha e Portugal. “Aliás, dá-se a circunstância de alguns dispositivos e videoconsolas não terem soluções de proteção contra vírus informáticos, pelo que são muito vulneráveis frente a qualquer tipo de ciber-ameaças. É fundamental que os utilizadores conheçam os principais perigos e como podem evitá-los”, acrescenta Nieva.

Os Especialistas da Check Point assinalam que a melhor estratégia para evitar que o ócio online através de videojogos não se converta num pesadelo é a prevenção e desconfiar. Os utilizadores devem estar atentos aos mínimos sinais de alarme, seja um email mal escrito ou de carácter urgente, é muito importante detetar qualquer tipo de ameaça que lhe seja efetuada. Aliás, é fundamental denunciar às autoridades competentes, visto que é o único modo de pôr fim a estas campanhas maliciosas através destas plataformas.

Classifique este item
(0 votos)
Ler 154 vezes
Tagged em

Sobre nós

Nascida em 2002, a Wintech é uma pagina web que reúne informações sobre tecnologia. Apresenta regularmente guias, análises, reportagens e artigos especiais de tudo o que rodeia o mundo tecnológico. Saiba mais.

Wintech TV

Newsletter

Receba as notícias no seu e-mail

Top