A fama dos desportos electrónicos já deixou de ser novidade há muito tempo. Milhões de adeptos em todo planeta e investimentos milionários de empresas de diferentes segmentos geram muito optimismo para os envolvidos. Quando o assunto é projectar o futuro dos eSports, qual é o limite das expectativas?

A boa nova é que as projecções nos desportos electrónicos nunca foram tão boas como agora. É o que aponta o site Newzoo, especialista em realizar pesquisas no segmento dos eSports.

No actual ano, a expectativa é que o mercado dos desportos electrónicos ultrapasse a marca de US$ 1 bilhão, o que aponta um crescimento de 26,7% em relação ao ano passado. Desse total, 82% vem de investimentos no sector de mídia, com os patrocínios a representar quase metade desse número.

A popularidade dos desportos electrónicos é um facto demasiado relevante que ajuda a explicar o crescimento financeiro de mais de 25% ao ano. Também em 2019 a Newzoo constatou que os eSports vão atingir 450 milhões de pessoas, um avanço de 15% em relação a 2018.

Um dos factores que ajudam no crescimento tão rápido dos desportos electrónicos é a exposição em diferentes plataformas na internet. Os eSports estão em distintos segmentos online, como por exemplo nas apostas desportivas. Em sites como o da Betway, há uma secção dedicada apenas aos eSports.

É provável que toda essa força dos eSports siga em avanço contínuo até pelo menos 2022, pois é nesse ano que as projecções da Newzoo apontam que o mercado vai chegar ao nível de pelo menos US$ 1,8 bilhão, ou seja, quase duplicar em tamanho. Se algum dos factores nas expectativas aumentarem consideravelmente, esse número pode chegar até a US$ 3,2 bilhões.

China como segundo maior consumidor

Além de atingir ao nível bilionário, 2019 também representa outra novidade importante para o mercado dos desportos electrónicos, afinal, é neste ano que a China se torna a segunda maior consumidora.

Com o crescimento financeiro da China nos desportos electrónicos, só o país vai gerar mais de US$ 200 milhões em investimento em 2019. Esse número ultrapassa a força da Europa ocidental.

Como está Portugal nos desportos electrónicos?

Apesar de não estar entre as maiores potências europeias nos desportos electrónicos, Portugal está a crescer nesse segmento e a realizar avanços relevantes.

Há não muito tempo foi fundada a Federação Portuguesa de Desportos Electrónicos, conhecida pela sigla FPDE. Pessoa coletiva e sem fins lucrativos, a federação tem como seus objectivos assegurar o desenvolvimento dos desportos electrónicos em Portugal, organizar calendário competitivo nacional, representar e apoiar os clubes e jogadores, apoiar o desenvolvimento da modalidade a nível internacional e muito mais.

Só a federação não é tudo para realizar o trabalho completo, no entanto, é um avanço significante para Portugal aumentar seu status perante ao mercado europeu dos desportos electrónicos.

Além da FDPE, também existe a Federação Portuguesa de Futebol eSports, que tem a seguinte descrição em seu site: “O conceito de eSports é uma forma organizada de competição, individual ou coletiva, de jogos virtuais que pode abranger diversos géneros, desde a vertente de estratégia à fantasia, passando pelos desportos de combate até ao futebol. A FPF, seguindo esta tendência cada vez mais enraizada na sociedade, decidiu criar uma divisão esports que procurasse formar uma comunidade de jogadores de FIFA.”

Várias equipas de futebol estão a apoiar clubes de eSports, como é o caso da Académica de Coimbra, Vitória de Guimarães, CD Feirense, CD Tondela, Sporting Clube e vários outros.

Já em 2017, foi criada a BITZER TV, que nasceu como primeiro canal exclusivo de eSports em Portugal. Primeira agência de eSports portuguesa, o canal online é um factor que ajuda na popularidade dos desportos electrónicos em Portugal.

Além disso, vale constar que actualmente existe a Liga Portuguesa de League of Legends, que reúne as principais equipas do país em uma competição que gera prémios e prestígio no cenário europeu.

De acordo com o site “esports earnings”, Portugal está apenas na 45ª posição no ranking dos países com os atletas mais premiados. Isso é um exemplo de como os desportistas portugueses ainda não estão a ganhar os principais torneios do mundo.

O crescimento de Portugal nos desportos electrónicos é evidente, apesar do país não ser uma potência global. O facto é que os atletas portugueses fazem parte desse avanço no cenário geral dos eSports e, mesmo que não muito, o país contribui para a grande popularidade desse mercado.

Classifique este item
(0 votos)
Ler 389 vezes

Sobre nós

Nascida em 2002, a Wintech é uma pagina web que reúne informações sobre tecnologia. Apresenta regularmente guias, análises, reportagens e artigos especiais de tudo o que rodeia o mundo tecnológico. Saiba mais.

Wintech TV

Newsletter

Receba as notícias no seu e-mail

Top