Antes das primeiras aparições no Barcelona, ​​Lionel Messi costumava jogar videojogos relacionados ao futebol quando não treinava, e assim como ele, vários outros jogadores profissionais de futebol e milhões de pessoas em todo o mundo compartilham o amor pelo este tipo de jogo desportivo.

 

Fonte: EA SPORTS FIFA Portugal via Facebook

 

Para milhões de fãs de futebol em todo o mundo, os videojogos atuam como uma ótima maneira de satisfazer o seu amor pelo jogo e, por algumas medidas, a franquia da FIFA, da EA Sports, é a mais bem sucedida nos videojogos desportivos da história, desde sua primeira aparição em 1993, seguido por títulos como Pro Evolution Soccer da Konami e Football Manager da Sega.

Os jogadores de futebol estão entre os devotos mais ardentes destes três videojogos. Andrea Pirlo proclamou que “depois do volante, o PlayStation é a melhor invenção de todos os tempos”. Zlatan Ibrahimovic escreveu em sua autobiografia que “poderia ficar 10 horas a fio” jogando videogames de futebol no início de sua carreira. John Terry costumava sediar torneios de Pro Evolution Soccer para seus colegas do Chelsea na véspera de cada temporada.

Víctor Vázquez, um ex-companheiro de Lionel Messi nas equipes de base de Barcelona, ​​lembrou Messi “jogando por três horas sem intervalo” durante os torneios de maratona. O companheiro de equipe de Messi em Barcelona, ​​Gerard Piqué, outro graduado da famosa academia da cidade, La Masia, disse que ainda joga a FIFA “no hotel, enquanto viaja com a equipe”.

Dois anos antes de o Manchester United fazer dele um dos jogadores mais caros do mundo, o meia francês Paul Pogba foi visto jogando com o Football Manager durante a Copa do Mundo de 2014.

Em todo o mundo, milhares de pessoas gostam de jogar videogames relacionados ao futebol, e não apenas dos três títulos mencionados anteriormente, mas optando por também jogar títulos como Bingo Goal, para Bumbet, para combinar seu amor pelo futebol com a emoção dos jogos de cassino, ou Mario Strikers, para a Nintendo, e assim incluir alguns dos mais famosos personagens dos videogames no campo de futebol.

 

Foto: EA SPORTS FIFA via Facebook

 

Lendas do futebol que também são conhecidas pelo seu gusto por jogos de cassino, como Ronaldinho, eram famosas entre os parceiros de sua equipe por jogar videogames e passar horas dominando truques nelas, que eventualmente experimentariam no mundo real.

Nesse aspecto particular, os videogames de futebol passaram grande parte dos últimos 20 anos em uma corrida armamentista pela autenticidade, estudando os movimentos dos jogadores de futebol para tornar suas simulações o mais realistas possível. Miles Jacobson, o criador do Football Manager, envia cópias iniciais de seu jogo para 1 500 jogadores para teste beta, enquanto o acesso da empresa a clubes e treinamentos permite que sua equipe incorpore novos desenvolvimentos rapidamente. 

Ibrahimovic disse que “costumava identificar soluções nos jogos que eu então tentava na vida real” como jogador. Mats Hummels, defensor do Bayern de Munique e da Alemanha, sugeriu que “talvez algumas pessoas usem o que aprendem na FIFA quando se encontram em campo”.

Mais especificamente, a afirmação de Wenger de que Messi era um “jogador de futebol do PlayStation” era mais uma explicação do que um insulto: Messi faz coisas que parecem pertencer a uma tela pixelizada porque isso é, em parte, como ele aprendeu a ver o jogo, uma vez que sua concepção do que é possível e do que não é foi forjada pela fantasia.

Classifique este item
(0 votos)
Ler 1026 vezes
Tagged em

Sobre nós

Nascida em 2002, a Wintech é uma pagina web que reúne informações sobre tecnologia. Apresenta regularmente guias, análises, reportagens e artigos especiais de tudo o que rodeia o mundo tecnológico. Saiba mais.

Wintech TV

Newsletter

Receba as notícias no seu e-mail

Top