A Huawei escolheu Portugal para acolher a primeira edição da Summer School for Female Leadership in the Digital Age, iniciativa pioneira que começa hoje, 23 de Agosto, em Lisboa, e dura até 27 de Agosto. 

A Summer School for Female Leadership in the Digital Age tem como meta fundamental não só reconhecer o imenso potencial do talento feminino no âmbito das Tecnologias de Informação e Comunicação, mas também apoiá-lo de forma proativa, capacitando a nova geração a liderar a revolução tecnológica. Segundo o European Institute for Gender Equality, na Europa existem cerca de oito milhões de profissionais na área das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), dos quais apenas 17% são mulheres.

E no intuito de mudar o actual paradigma, a Huawei avançou com a criação desta Summer School, tendo para esse efeito aberto um concurso que recebeu mais de 1200 candidaturas de estudantes de toda a União Europeia – um júri composto por personalidades de reconhecido prestígio europeu e presidido pela Eurodeputada Maria Manuel Leitão Marques, seleccionou 27 participantes provenientes de todos os estados-membros, as quais vão receber uma bolsa integral que cobrirá a totalidade dos custos associados à sua participação, de forma a garantir a igualdade de oportunidades.

O objectivo do encontro passa por contribuir para a criação de uma era digital mais inclusiva, bem como na construção de uma plataforma através da qual os líderes de amanhã possam estabelecer laços, partilhar experiências e apoiar-se, seguindo o espírito europeu de cooperação e solidariedade.

Esta iniciativa “é mais um passo na aproximação entre o público feminino e a tecnologia, estudantes e empresas, que proporcionará a todo o universo académico e às gerações seguintes, uma maior equidade entre homens e mulheres nas áreas das TIC”, afirma Diogo Madeira da Silva, Head of Public Affairs & Communication da Huawei Portugal. O responsável salienta ainda que “receber a primeira edição deste evento em Portugal é, para nós, motivo de orgulho e resultado do posicionamento num mercado cada vez mais inclusivo, mediante inúmeras ações e parcerias estratégicas”.

“Através destes projetos é possível percebermos a realidade das mulheres que trabalham em tecnologia não só em Portugal, mas também na Europa, e assim responder da melhor forma às necessidades e aos desafios identificados”, salienta Sandra Ribeiro, Presidente da Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género (CIG), uma das entidades institucionais que apoia a iniciativa. O evento conta também com o apoio do programa INCoDe.2030, cujo o objectivo é, até 2030, colocar Portugal ao nível dos países europeus mais avançados na dimensão digital. “Para atingir essa meta, é necessário estimular várias competências, nomeadamente a transição digital assente na promoção da igualdade de género, tendo em vista o aumento da participação das mulheres nesta área”, refere Luísa Ribeiro Lopes, Coordenadora-Geral do INCoDe.2030.

A Summer School for Female Leadership, além de reunir estudantes dos estados-membros da UE para uma experiência formativa nas áreas de tecnologia e liderança, inclui a presença de individualidades de reconhecido mérito internacional. A lista de speakers está disponível on-line e inclui nomes como David Jiménez, ex-Director do jornal espanhol El Mundo; Anett Numa, Digital Transormation Advisor da e-Estonia; a piloto de automobilismo italiana Vicy Piria, entre inúmeros membros do Parlamento Europeu e Professores universitários de diversos países do continente.

A estes nomes junta-se um leque robusto de personalidades nacionais. Para além do Secretário de Estado para a Transição Digital, André de Aragão Azevedo, que proferirá um discurso às participantes no arranque dos trabalhos, o rol de participantes conta com nomes como Elvira Fortunato, Vice-Reitora da Universidade Nova de Lisboa e vencedora do Prémio Pessoa em 2020; Vanda Jesus, Directora Executiva do Portugal Digital; Cristina Vaz Tomé, Chief Revenue Officer do Grupo Impresa (SIC/Expresso); Sandra Ribeiro, Presidente da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género; ou Luísa Ribeiro Lopes, Coordenadora-Geral do INCoDe.2030.

A pensar no futuro do sector – e tendo em consideração as estatísticas europeias divulgadas pelo estudo Women in Digital Scoreboard da Comissão Europeia, em que apenas 34% da população licenciada em STEM (Science, Technology, Engineering, Mathematics) são mulheres, e destas 19% ganha menos do que os homens –, a Huawei promove o talento feminino através da criação de uma iniciativa que se considera pioneira em Portugal.

Para mais informações sobre a primeira edição do Summer School for Female Leadership in the Digital Age, pode consultar o site oficial em https://www.europeanleadershipacademy.eu/.

Classifique este item
(0 votos)
Ler 492 vezes

Sobre nós

Nascida em 2002, a Wintech é uma pagina web que reúne informações sobre tecnologia. Apresenta regularmente guias, análises, reportagens e artigos especiais de tudo o que rodeia o mundo tecnológico. Saiba mais.

Apoiamos

Gled Agra X Streamer @ Facebook

Newsletter

Receba as notícias no seu e-mail

Top