Em 2020, a Kaspersky alcançou um crescimento estável de negócio e aumentou a sua receita global não auditada de IFRS para 704 milhões, um crescimento anual (YOY) de 3%. Durante um ano cheio de desafios associados à pandemia, a empresa global de cibersegurança alcançou resultados positivos, protegendo a privacidade dos seus utilizadores e ajudando as empresas a mitigar os riscos de cibersegurança, num contexto de crescente digitalização.

Em 2020, para além da rápida transição para o mundo e ferramentas de trabalho digitais, muitas organizações viram também a necessidade de aumentar os seus níveis de cibersegurança. A Kaspersky trabalha continuamente para oferecer alguns dos melhores produtos e serviços da indústria, assegurando a proteção dos seus clientes em todo o mundo. Neste sentido, a empresa alcançou um sucesso significativo, tanto no segmento B2B (+13% de crescimento anual), como no B2C (+4%). Os resultados de vendas da Kaspersky** em 2020 estão entre os melhores da história da empresa.

No segmento B2B, a empresa registou um crescimento contínuo em áreas de negócio estratégicas, incluindo a área enterprise (+23% de crescimento anual) e soluções e serviços non-endpoint (+27%). Relativamente a novas soluções, a empresa lançou o Kaspersky Managed Detection and Response (MDR) - um serviço que assegura a proteção contínua (24/7) dos utilizadores, com base na aprendizagem automática, ao mesmo tempo que poupa recursos às equipas de segurança de IT para a análise, investigação e resposta a ameaças – alcançando também um crescimento de 10% nas vendas digitais B2B.

Além disso, no segmento das PME, o mais afetado pela pandemia, a empresa registou um crescimento anual de 3%. Isto foi acompanhado por um aumento significativo nas vendas da solução Kaspersky Endpoint Security Cloud (+80%). Com uma abordagem especial nas necessidades das empresas de média dimensão, a Kaspersky lançou, a meio do ano, o novo Kaspersky Endpoint Detection and Response Optimum (EDR Optimum), adaptado às organizações com conhecimentos e recursos limitados em cibersegurança.

Os meses de confinamento global trouxeram mudanças profundas ao negócio e às tendências de consumo, acelerando a digitalização. Enquanto o mercado retalhista foi significativamente afetado pelas restrições impostas, que levaram a um declínio nas vendas tangíveis (-13% anual), o setor das vendas online B2C da Kaspersky revelou um crescimento ao longo do ano de 8%. Isto foi impulsionado por um crescimento exponencial de dois dígitos nas vendas digitais, durante todo o ano.

"2020 foi um ano diferente. A forma como vivemos, trabalhamos, fazemos compras e interagimos uns com os outros transformou-se muito mais rápida e imprevisivelmente do que poderíamos ter imaginado antes da pandemia. Num momento, o mundo tornou-se digital, ficando mais vulnerável às ciberameaças. Como empresa, tivemos de nos adaptar à nova realidade e permitir às pessoas disfrutar de um futuro mais seguro. As operações da empresa aumentaram em setores-chave, o que mostra que, em tempos tão incertos, as pessoas precisam da melhor proteção e segurança", salienta Alexander Moiseev, Chief Business Officer da Kaspersky.

Em 2020, pelo oitavo ano consecutivo, a Kaspersky ficou em primeiro lugar no ranking TOP3, graças ao seu portefólio abrangente de serviços de segurança. A empresa alcançou uma das três primeiras posições em 50 dos 62 testes independentes realizados a nível mundial durante o ano, e ocupou o primeiro lugar em 45 dos mesmos. Além disso, a AV-Comparatives premiou, pela sexta vez, a principal solução de segurança para utilizadores domésticos, o Kaspersky Internet Security, com o prémio “Produto do Ano 2020”.

A nível mundial, o desempenho da empresa foi marcado por resultados positivos na maioria das regiões, especialmente na América Latina (+15% de crescimento anual), Rússia, Países Bálticos, Ásia Central e Comunidade de Estados Independentes (CEI) (+15% de crescimento anual), na região META (Médio Oriente, Turquia e África) (+14% de crescimento anual**), bem como na Europa (+6% de crescimento anual). A região da Ásia-Pacífico, que, em termos de operações comerciais, foi a primeira a ser afetada pela COVID-19, manteve-se estável em comparação com o ano anterior. O mesmo resultado foi observado na região da América do Norte, onde as vendas foram impulsionadas principalmente pelo segmento digital.

Em 2020, a Kaspersky deu passos significativos no âmbito da sua Iniciativa de Transparência Global (GTI). A empresa concluiu a mudança do processamento e armazenamento de dados para a Suíça. Dados de ameaças partilhados por utilizadores da Europa, Estados Unidos, Canadá e vários países da Ásia-Pacífico são agora processados em dois centros de dados em Zurique e incluem ficheiros maliciosos suspeitos ou anteriormente desconhecidos, que os produtos da empresa enviam para a Kaspersky Security Network (KSN) para a análise automática de malware.

A Kaspersky anunciou também a abertura do seu Centro de Transparência na América do Norte, em parceria com a Associação CyberNB, em New Brunswick, Canadá, e lançou uma formação dedicada à avaliação da segurança de produtos: o Cyber Capacity Building Program. Para saber mais sobre a Iniciativa de Transparência Global (GTI) da empresa e os seus êxitos, clique aqui.

Classifique este item
(0 votos)
Ler 194 vezes
Tagged em

Sobre nós

Nascida em 2002, a Wintech é uma pagina web que reúne informações sobre tecnologia. Apresenta regularmente guias, análises, reportagens e artigos especiais de tudo o que rodeia o mundo tecnológico. Saiba mais.

Apoiamos

Gled Agra X Streamer @ Facebook

Newsletter

Receba as notícias no seu e-mail

Top