Google+
Especial
Obter para Microsoft
catid=122
Escrito por Luciano Patrão a 30 Mar. 2015

No artigo de hoje iremos falar em como instalar o Hypervisor da VMware vSphere 6.0 (no dia 12 de Marco a VMware lançou a versão 6.0 com diversas alterações, muito técnicas que iremos falar em artigos mais à frente).

 

Para este artigo e como exemplo, irei usar como servidor uma Maquina Virtual (VM) que criei para o efeito. O nome que se dá para este tipo de servidor/Hypervisor é Nested (quer dizer ESXi (neste caso) correr numa VM).  No vosso caso deverão seguir as dicas apresentadas no primeiro artigo falado neste espaço, sobre que tipo de servidor se pode usar para instalar o Hypervisor.

 

 

Nota: Como usar e configurar uma VM Nested ESXi é um assunto que iremos igualmente falar em artigos mais à frente quando falarmos em como criar toda uma Infraestrutura Virtual (vCenter, HA, DRS, vSAN e virtual backups).

 

Características do meu servidor físico 

Como referi no meu caso será um ESXi Nested numa VM. Mas o servidor físico onde esta alojado o ESXi que tem esta VM, é um HP DL360 com 98Gb de memória e 4 placas de rede 1Gb físicas e 2 placas de rede iSCSI(storage) dedicadas de 10Gb.

 

Características da VM

vCPU:  2500Hmz com 2 sockets e 1 core per socket(mínimo exigido)

vMemória: 16Gb (não esquecer que 2 a 4Gb vão ser usados pelo Hypervisor, o restante será a memoria que vocês poderão usar para as VMs que irão instalar no vosso Test Lab. Assim como foi referido no artigo inicial, a memoria do Hypervisor é uma das partes mais importantes do vosso servidor)

Placas de rede:  4 vNetwork (no ESXi Nested apenas funcionarão a 1Gb)

Discos: 2

  • 1 HD de 8Gb(que vamos usar como se fosse um cartão SD para instalar o Hypervisor)
  • 1 HD 200Gb – Storage interna para alojar as VMs.

 

Parte 1 – Download e registo das chaves 

 

Primeiro que tudo teremos de fazer o download do ESXi 6.0 do site da VMware. Para isso necessitam de criar uma conta aqui e fazer o download do ESXi 6.0 e a respetiva free license.

 

Temos a opção de usarmos o ESXi com free license (e que tem diversas restrições), ou instalar o ESXi 6.0 Enterprise License e usar a licença temporária (60 dias) com todas as features incluídas.

 

Apenas para a versão free license é necessário uma chave para instalar o ESXi, na versão trial, não necessitamos de indicar uma chave na instalação do produto.


Depois de validarem o email e o registo estar efetuado, podemos começar a fazer o download dos produtos.

 

Download do ISO da versão completa ESXi 6.0 Enterprise Plus (trial license)

Download da versão free ESXi 6.0 com algumas restrições (free license).

O ficheiro que vamos fazer download será o mesmo, o registo que tem de ser efetuado em áreas diferentes no my.vmware.com

 

Aqui e aqui podem ver as diferenças da versão free license e as outras versões. Igualmente podem ver as diferenças entre as diversas versões (trial licenses) e as features que estão incluídas e as que não estão incluídas em cada versão.

 

Para o nosso caso iremos usar a versão Full Enterprise Plus. Temos 60 dias para testar o produto sem restrições de CPU, memoria etc. Como é sabido este tipo de produto as licenças (pagas) tem sempre a ver com a quantidade de CPU Sockets que vamos usar nos nossos servidores. No caso destas trial licenses, o número de CPUs/Sockets é ilimitado.

 

Nota: Teremos de clicar no link “register” para registar o nosso pedido e nos ser enviado para o email uma licença. Iremos igualmente indicar que iremos

 

Mas no registo da nossa free license é igualmente obrigatório dizer quantos ESXi físicos vamos instalar e a licença fornecida será apenas para o número de servidores físicos que indicarmos (o numero de CPU cores continuar a ser ilimitada, exceto no numero de instalações)

 

Esta é opção que aparece no registo: On how many physical servers do you plan to install VMware vSphere Hypervisor? 4

 

Para a nossa Infraestrutura que iremos montar ao longo destes artigos indiquei 4 servidores. A licença poderá ser alterada depois disso e acrescentar mais servidores.

 

Sempre que consultarem a vossa conta no my.vmware.com, podem ver os diversos produtos que têm registado.

 

Ficheiros a descarregar do my.vmware.com para a nossa instalação.

 

ISO: VMware-VMvisor-Installer-6.0.0-2494585.x86_64.iso (vSphere ESXi 6.0 Hypervisor que pode alterar se entretanto a VMware lancar novas versões/updates )

EXE: VMware-viclient-all-6.0.0-2502222.exe (vSphere 6.0 Client)

 

Nota:Temos igualmente de fazer o download e instalar o vSphere Web Client. Mas não iremos necessitar para a instalação inicial. Podemos deixar para os próximos artigos.

 


Exemplo da área de downloads no my.vmware.com

 

Parte 2 – Instalar o ESXi 6.0

 

Depois de termos já feito o download dos respetivos ficheiros, vamos passar à instalar do ESXi.

Devem gravar o ISSO (VMware-VMvisor-Installer-6.0.0-2494585.x86_64.iso) num CD ou numa Pen USB.

Nota: O freeisobruner para o CD e o isotousb para USB, são duas boas opções para gravarem o ficheiro. Mas existem diversas opções na internet para fazer isso.

 

Todo o processo de instalar é simples e apenas teremos de escolher pequenas opções durante o processo, o resto será muito fácil e sem muita intervenção.

 

1.  Devemos como é obvio no boot to servidor/computador escolher boot do CD ou da USB. No nosso caso é o CD( cd virtual).

 

 

 

2. Escolher a opção de instalar o ESXi 6.0

 

 

 

3. O processo da importação e carregamento dos ficheiros de instalação para a cache e o disco escolhido começam no imediato.

  

Aqui apenas teremos de carregar tecla ENTER para continuar, ou ESC para cancelar a instalação.

 

 

4. Confirmar e aceitar apenas EULA usando a tecla F11


 

5. Aqui podemos validar os discos que temos no nosso servidor.

Neste caso será um disco com 8GB (que poderá ser um pequeno disco que usamos apenas para instalar o ESXi, ou uma cartão SD), o outro disco 200Gb é o segundo disco que adicionei. Irei usar o primeiro disco para a instalação do ESXi.


Em caso de instalarem o ESXI num disco físico, se tiverem a possibilidade de instalar o ESXi num disco em separado (mesmo pequeno de 20/30Gb) é sempre ideal. Porque se tivermos algum problema no futuro com o ESXi, podemos sempre reinstalar o ESXi e as nossas VMs continuaram intactas nos restantes discos e quando o ESXi estiver reinstalado, podemos sempre voltar a importa-las para ESXi (com Storage ou vSAN é ainda mais fácil)

 

Nota: No vosso caso ira mostras os discos que vocês têm no vosso servidor/computador. Diversos discos se tiverem mais que um disco, um apenas um Volume que tenham criado com a vossa RAID(RAID 0 como falado no artigo anterior).

 

 

 

6. Nesta opção podemos escolher o tipo de teclado que usamos. O Default serve perfeitamente, mas podem sempre mudar.

 

 

7. Nesta opção devemos indicar a password de administração (root) que futuramente iremos usar sempre em qualquer alteração, configuração ou troubleshooting no nosso ESXi. Por isso é importante não se esquecerem da password que vão criar.

Nota: É possível fazer reset à password depois, mas não é um processo muito fácil.

 

 

8. Este é um aviso que deve sempre ter em conta.

Recebemos este aviso quando o nosso CPU, ou não tem o VT-x/AMD-v ativo, ou não é compatível com o ESXi. Tal como foi falado no artigo inicial.

 

Nota: No nosso caso recebo o aviso porque é um ESXi Nested e isso acontece sempre quando usamos este tipo de instalação, podemos pressionar a tecla ENTER e continuar com a instalação.

 

9. Confirme a instalação teclando em F11 e o ESXi começara a instalação.

 

 

 10.   ESXi instalado, carregar na tecla ENTER para fazer um reboot e finalizar a instalação.

 

 

11. Depois do ESXi instalado e o servidor já ter feito um reboot, temos de configurar algumas coisas para podermos ter acesso ao ESXi através do vSphere Client.

 

A configurar: IP, Gateway e DNS.

 

AVISO: O autor deste artigo supõe que os utilizadores terão algumas noções de redes, servidores DNS e Gateway para perceber do que estamos a falar.

 

Se tiverem na vossa rede um servidor DHCP (do vosso router da Internet por exemplo) o ESXi apanha o DHCP e configura um IP, Gateway e DNS automaticamente.

Validar no quadro em baixo se tem um aviso que não encontrou nenhum serviço DHCP e/ou se encontrou e atribui um IP da vossa rede.

 

No nosso caso, iremos configurar tudo manualmente e com IP fixo.
Carregar na tecla F2 para ter acesso ao menu de administração e configuração do ESXi.

 

 

 

12.   Para aceder ao menu de configuração e administração, necessitam de por o indicar o utilizador de administração (root) e a password escolhida aquando da instalação do ESXi.

 

 

 

13.   No menu de configuração escolher a opção “Configure Management Network”

 

 

 

14.   Como se devem lembrar neste servidor usado temos 4 placas de rede, iremos utilizar 2 como “management network”.

Numa configuração ideal, devemos ter sempre redundância, e neste caso se uma das placas de rede falhar, temos sempre a segunda placa ativa e continuamos a ter acesso ao ESXi.

Por isso no seguinte passo vamos ativar as 2 placas de rede para este serviço.

Escolher a opção “Network Adapters”

 

 

 15.   Neste caso vamos ativar a placa de rede 1(vmnic0) e a placa de rede 2(vmnic1).

 

Se apenas tiverem uma placa de rede, ou só apenas duas, devem sempre ativar todas para o “management network”.

Em artigos posteriores, falarei em como separar as redes internamente no ESXi, mesmo só tendo uma placa de rede (usando algo como vSwitch e Port Groups)

Mas como disse, numa instalação ideal, devemos sempre ter mais que uma placa de rede (ou mais)

 

Nota: No ESXi as placas de rede são sempre definidas como vmnic(x), onde o x é o número da placa de rede(começa sempre no 0)

 

Depois de ativadas as placas de rede necessárias para o “management network”, carregar na tecla ESC para sair deste menu e voltar para o menu anterior, continuar as configurações da rede do ESXi.

 

16.   A seguir no menu “Configure Management Network” escolher a opção IPv4.

Neste parte devemos indicar se vamos usar o DHCP(default) ou vamos usar IP fixo(opção “Set Static IPv4 address and network configuration”).

No nosso caso será IP fixo e adicionar os valores de acordo com a nossa rede.

 

Dados da nossa instalação.

IP: 10.87.68.11

Subnet Mask: 255.255.255.0

Default Gateway: 10.87.68.1 (no vosso caso devera ser o IP do vosso router internet)

 

 

 

Novamente confirmar e tecla ESC para voltar ao menu anterior.

17.   A seguir no menu “Configure Management Network” escolher a opção “DNS Configuration”.

Novamente no nosso caso temos um servidor DNS próprio, mas no vosso caso deverão indicar o IP do vosso router (se não tiverem um servidor DNS próprio)

Deverão adicionar igualmente o nome (hostname) para o vosso servidor/ESXi

 

Dados da nossa instalação.

DNS: 10.87.68.1

Hostname: ESX60.wintech.pt (no vosso caso se existir um domínio na vossa rede interna, deverão indicar a seguir ao nome, em caso de não existir indicar apenas o nome desejado)