Há pouco mais de um mês, o Youtube revelou quatro novas formas que foram implementadas para combater o conteúdo terrorista no serviço.

Estas medidas passaram por uma melhor identificação e remoção mais rápida conduzida pelo machine learning, um maior número de especialistas para alertar do conteúdo que necessita de ser revisto, regras mais duras para vídeos que são controversos mas que não violam as políticas e mais trabalho no que diz respeito ao combate ao terrorismo.

Perante isto, o Youtube fez um ponto de situação relacionado com as medidas tomadas recentemente:

  • Melhor identificação e remoção mais rápida conduzida pelo machine learning: O Youtube utilizou sempre uma mistura de tecnologia e revisão humana para enfrentar os desafios em constante mudança em torno do conteúdo controverso no YouTube. Recentemente, começou a desenvolver e a implementar tecnologia avançada de machine learning desenvolvida para ajudar a identificar e a remover conteúdo extremista e terrorista. Começou a implementar estas ferramentas e está a assistir a alguns progressos positivos:
  • Rapidez e eficência: Os sistemas de machine learning estão mais rápidos e eficientes que nunca. Mais de 75% dos vídeos que foram removidos, no mês passado, por extremismo violento foram eliminados antes mesmo do Youtube ter recebido denúncias de utilizadores.
  • Precisão: A precisão dos sistemas melhorou bastante devido à tecnologia de machine learning. Embora estas ferramentas não sejam perfeitas, em muitos dos casos, os sistemas do Youtube têm demonstrado uma maior precisão que os humanos no que diz respeito à denúncia dos vídeos que precisam de ser removidos.
  • Escala: Com mais de 400 horas de conteúdo carregado no YouTube a cada minuto, encontrar e agir sobre o conteúdo violento extremista representa um desafio significativo. Mas a utilização inicial de machine learning mais do que duplicou o número de vídeos que foram removidos por extremismo violento no último mês.

 

A empresa revela que está entusiasmada com estas melhorias e que vai continuar a desenvolver a tecnologia para progredir ainda mais. Também está a levara cabo um recrutamento de mais pessoas para ajudarem na revisão e reforço das políticas e, vai continuar a investir em recursos técnicos para acompanhar estes problemas e a abordá-los de forma responsável.

 

Maior número de especialistas: Ao longo das últimas semanas, o Youtube começou a trabalhar com mais de 15 ONGs e instituições de especialistas através do programa Trusted Flagger, incluindo a Liga Antidifamação, o Movimento Contra o Discurso de Ódio, e o Institute for Strategic Dialogue. Estas organizações trazem conhecimento especializado em questões complexas como discurso de ódio e radicalização e terrorismo que nos a identificar melhor o conteúdo que está a ser utilizado para radicalizar e recrutar extremistas. Também consultou regularmente estes especialistas à medida que foram atualizadas as políticas para darem conta das novas tendências.

Normas mais rígidas: Em breve, a empresa vai aplicar um tratamento mais rígido para os vídeos que não são ilegais, mas que os utilizadores denunciaram como potenciais violações das nossas políticas de discurso de ódio e extremismo violento. Se o Youtube considerar que estes vídeos não violam as políticas, mas que contêm conteúdo controverso religioso ou supremacista, estes serão colocados num estado limitado. Os vídeos vão permanecer no YouTube por detrás de um aviso intersticial, não serão recomendados, não serão monetizados, e não terão recursos essenciais, incluindo comentários, vídeos sugeridos e gostos. A empresa anunciou que vai começar a trabalhar com esta nova funcionalidade nos vídeos nas versões desktop do YouTube nas próximas semanas, e será utilizada, muito em breve, nas versões mobile. Estas novas abordagens implicam novas ferramentas e processos internos significativos, e levará o seu tempo para serem completamente implementadas.

Célere Intervenção e expansão dos esforços contra a radicalização e ao recrutamento: O Youtube começou a implementar as funcionalidades de Jigsaw's Redirect Method para o YouTube. Quando as pessoas pesquisam palavras-chave sensíveis no YouTube, serão redirecionadas para uma lista de reprodução de vídeos de curadoria do YouTube que diretamente confronta e desconsidera mensagens com conteúdo extremista e violento. Também vai continuar a ampliar as vozes do YouTube que falam contra o ódio e a radicalização através do programa YouTube Creators for Change. Durante a semana passada, o capítulo britânico dos Creators for Change - Internet Citizens, organizou um workshop de dois dias para crianças entre os 13 e 18 anos para os ajudar a encontrar um sentimento de pertença online e para conhecerem os requisitos essenciais de como navegar de forma segura e responsável na Internet. Também assumiu o compromisso de expandir o alcance do programa para mais de 20 mil adolescentes em todo o Reino Unido.

 

Durante o fim de semana, foi organizado o ultimo workshop Creators for Chage em Bandung, Indonésia onde os criadores em conjunto com o MAARIF Institute for Culture and Humanity formaram jovens acerca da importância da diversidade, pluralismo e tolerância.

A empresa reforça que só em conjunto conseguirá continuar a lutar eficazmente contra o terrorismo e que só com a ajuda da nova tecnologia de machine learning, parcerias profundas, colaborações contínuas com outras empresas através do Global Internet Forum e uma comunidade vigilante, poderá continuar a fazer progressos contra esta ameaça em constante mudança.

Classifique este item
(0 votos)
Ler 182 vezes Modificado em Ago. 01, 2017
Tagged em

Deixe um comentário

Sobre nós

Nascida em 2002, a Wintech é uma pagina web que reúne informações sobre tecnologia. Apresenta regularmente guias, análises, reportagens e artigos especiais de tudo o que rodeia o mundo tecnológico.

O nome Wintech surge com o objetivo de apresentar conteúdos relacionados com o Windows (Win) e também com tecnologia (tech).

Newsletter

Receba as notícias no seu e-mail

Top