A Huawei acaba de anunciar na MWC 2018, o primeiro notebook Fullview Huawei MateBook X Pro, o Huawei MediaPad M5 e o equipamento Huawei 5G CPE (customer-premises equipment), o primeiro terminal doméstico que suporta o standard de telecomunicações 3GPP (3rd Generation Partnership Project) mundialmente reconhecido para 5G. Com um design totalmente renovado e avanços verdadeiramente notáveis no seu desempenho, estes novos dispositivos demonstram o poder que a tecnologia assume na oferta de experiências inovadoras.

Um grupo de investigadores de segurança revelaram esta semana que foi detetada uma falha no Microsoft Word que está a ser usada para minerar criptomoedas.

Segundo foi divulgado, esta falha de segurança está presente na opção que permite que o utilizador coloque vídeos nos documentos do Word a partir da internet. Este recurso foi criado pela Microsoft para que os fosse possível inserir vídeos facilmente a partir dos códigos de inserção de vídeos do Bing. Porém, este recurso, está a ser usado para vídeos com códigos modificados para minerar criptomoedas.

A norte-americana Microsoft e a chinesa Xiaomi assinaram um acordo no sentido de trabalharem em conjunto no desenvolvimento de soluções cloud, inteligência artificial e desenvolvimento de hardware.

Segundo foi possível saber, a Microsoft pretende que a Xiaomi utilize os seus produtos baseados na cloud, incluindo o Azure, para desenvolver smartphones, computadores e dispositivos inteligentes que serão lançados no mercado a nível internacional. Ao mesmo tempo, esta parceria garante à Microsoft um maior acesso ao mercado chinês.

A Microsoft anunciou esta semana, através do Windows Blog, a disponibilidade do Windows 10 Build 17101 via Fast Ring, no âmbito do seu programa Windows Insider.

Os Insiders em “Skip Ahead” não serão contemplados com uma nova Build da RS5 esta semana. A Build 17107 traz 13 correções de bugs identificados na Build anterior, nomeadamente a resolução de um problema na utilização de leitores de DVD externos que provocava o crash do Explorer.exe, a resolução de um problema no Windows Defender que fazia com que os scans offline não fossem executados corretamente, a resolução de diversos problemas nas Settings, entre outros.

A Kasa Family reforça a segurança com a nova KC120, uma câmara de segurança baseada na cloud. Com um design elegante, premiado com um IF Design Awards, esta câmara cloud integra-se de forma perfeita com qualquer espaço interior. A KC120 possui um processo de instalação extremamente rápido e muito simples. Depois de concluído, a KC120 está pronta a ser usada assegurando prontamente um stream de vídeos em 1080p com um ângulo de 130°. O utilizador pode aceder à app gratuita Kasa onde quer que esteja. O sistema de áudio bidirecional pode ser usado para comunicação. Em alternativa, a Kasa Cam pode também ser usada como um sistema para monitorização de bebés.

Os investigadores da Kaspersky Lab demonstraram que os incidentes envolvendo dispositivos conectados que não os computadores estão no top 3 de incidentes com um impacto financeiro mais grave, tanto para PME como para grandes empresas, e só vão aumentar. Na sequência do mais recente ataque TRITON direcionado a sistemas de controlo industriais, tornou-se óbvio que os ataques a sistemas ciberfísicos podem afetar não apenas os aspetos relacionados com a informação, mas também a segurança funcional. Desta forma, e em resposta à crescente prevalência de ameaças IoT e com base em padrões industriais críticos, os especialistas ICS CERT da Kaspersky Lab contribuíram ativamente para o desenvolvimento da Recomendação ITU-T Y.4806 “Capacidades de segurança de apoio à Internet of Things” de forma a determinar quais as capacidades de segurança detalhadas na Recomendação que apoiam a execução segura da IoT. Os especialistas disponibilizaram recomendações atuais específicas da segurança da IoT.

A Huawei, líder mundial em tecnologia, tornou-se no primeiro fabricante de equipamentos móveis do mundo a utilizar um smartphone com funcionalidades de Inteligência Artificial (IA) na condução de um automóvel. O projeto RoadReader desafia os limites da tecnologia de reconhecimento de objetos, e coloca à prova as capacidades de aprendizagem, velocidade e desempenho de um smartphone inteligente.

Ao contrário de outros veículos autónomos que não necessitam de condutor, e que simplesmente detetam obstáculos, a Huawei num teste recente acrescentou a um desses automóveis o poder de “entender” o contexto ao seu redor. Isto torna o smartphone capaz de distinguir até 1.000 objetos diferentes, incluindo um animal, uma bola ou uma bicicleta, e a optar pela direção mais indicada de modo a prevenir uma colisão.

Pág. 1 de 3027

Sobre nós

Nascida em 2002, a Wintech é uma pagina web que reúne informações sobre tecnologia. Apresenta regularmente guias, análises, reportagens e artigos especiais de tudo o que rodeia o mundo tecnológico.

O nome Wintech surge com o objetivo de apresentar conteúdos relacionados com o Windows (Win) e também com tecnologia (tech).

Ultimos comentários

Newsletter

Receba as notícias no seu e-mail

Top