A Schneider Electric, o líder na transformação digital da gestão de energia e automação, anunciou a implementação à escala internacional de uma política comum de conciliação familiar – “Global Family Leave”-, o que a torna numa referência no seu setor e reforça o seu compromisso para com a diversidade e inclusão. Esta nova política irá apoiar os colaboradores da Schneider Electric em todo o mundo, proporcionando-lhes tempo pessoal remunerado durante os momentos mais importantes e permitir que estes possam conciliar da melhor forma a sua vida pessoal e o trabalho.

A Schneider Electric na zona ibérica tem sido pioneira na implementação de medidas de conciliação e flexibilidade no país, aumentando as semanas de licença de maternidade e paternidade acima do que é estabelecido por lei, mas também ao apostar em políticas de teletrabalho, horários flexíveis e bem-estar, o que contribuiu para posicionar a empresa entre as empresas mais atrativas para trabalhar e com um maior índice de retenção de talento em Portugal e Espanha. Em casos como o de Portugal, em que as medidas a implementar superam as estabelecidas pelo acordo global, permanecem aquelas que mais beneficiam o colaborador e paralelamente serão aprofundadas novas medidas que favoreçam o equilíbrio total dos seus colaboradores a nível pessoal e profissional.

A nível internacional, a Schneider Electric, que opera em mais de uma centena de países com realidades distintas, estabelece através desta política os seguintes benefícios tendo em conta os padrões mínimos a nível global:

 

  • 12 semanas para o progenitor primário (quer pelo nascimento natural ou adoção)
  • 2 semanas para o progenitor secundário (quer pelo nascimento natural ou adoção)
  • 1 semana para cuidar de um familiar direto que necessite de cuidados pela idade avançada ou condição de saúde grave
  • 1 semana de luto pelo falecimento de um familiar direto.

 

Estas políticas contemplam etapas de vida fundamentais, como dar as boas vindas a um novo membro da família, cuidar de familiares doentes ou idosos e fazer o luto pela perda de um membro da família direto. Também assume uma definição inclusiva de família, ao proporcionar o mesmo período de licença parental, quer se trate de um nascimento natural ou adoção. A Schneider Electric proporcionará todos os recursos necessários, em todos os seus escritórios, em todo o mundo, para assegurar a compreensão e o apoio destas políticas por parte dos líderes e colaboradores.  

A diversidade e inclusão são parte integrante do que somos e do que nos diferencia. É assim que impulsionamos a inovação, o compromisso e o elevado desempenho”, diz Olivier Blum, Chief Human Resources Officer Executive Vice President de Schneider Electric. “Sinto-me orgulhoso por ser uma referência no setor ao estabelecer esta política de licenças familiares, o que reforça o nosso objetivo de proporcionar igualdade de oportunidades a todos, em qualquer parte, e de garantir que todos os colaboradores se sintam valorizados e seguros para contribuir ao máximo”.

A política será implementada gradualmente, em mais de 40 países, a partir de janeiro de 2018 e com uma implementação global em janeiro de 2019. Se o requisito legal ou a prática atual de um país superar os padrões mínimos, serão seguidas as políticas com mais benefícios para os colaboradores.

Classifique este item
(1 Vote)
Ler 190 vezes
Tagged em

Deixe um comentário

Sobre nós

Nascida em 2002, a Wintech é uma pagina web que reúne informações sobre tecnologia. Apresenta regularmente guias, análises, reportagens e artigos especiais de tudo o que rodeia o mundo tecnológico.

O nome Wintech surge com o objetivo de apresentar conteúdos relacionados com o Windows (Win) e também com tecnologia (tech).

Ultimos comentários

Newsletter

Receba as notícias no seu e-mail

Top