Já todos passámos pelo mesmo – em frente a um ecrã, a preencher mais um formulário ou registo, e a pensar numa password. Quando julgamos ter encontrado a ideal, submetemos e... "A senha deve conter pelo menos uma maiúscula". Voltamos a tentar. "A senha deve conter pelo menos um caráter especial". Mais uma tentativa, e a password é curta demais. Em desespero, inserimos uma password fácil de lembrar ou já usada em outras contas – pessoais ou empresariais – e não pensamos mais no assunto.

A ESET lançou o seu último white paper sobre manutenção e proteção do sistema operativo em fim de vida: - o Windows XP.

Dos mais de mil milhões de dispositivos com Windows, cerca de 5,5% utilizam Windows XP. Em função das estatísticas utilizadas, isto equivale a mais de 80 milhões de computadores que continuam a usar o clássico sistema operativo que a Microsoft deixou de suportar há quatro anos.

O grupo OceanLotus está ativo no ataque a empresas e redes governamentais em países do Leste Asiático, alertou a ESET. O grupo, que também é conhecido por APT32 e APT-C-00, continua a sua atividade graças a backdoors, infraestrutura e vetores de infeção constantemente atualizados.

O recente aumento do preço e popularidade das criptomoedas não atraiu só potenciais utilizadores; inspirou também cibercriminosos a encontrar novas e criativas maneiras de roubar as moedas virtuais. Estes esquemas não são exclusivos a PCs, afetando também a plataforma Android. A ESET descreve os ataques mais comuns deste tipo e sugere ainda boas práticas para os evitar.

O ano de 2018 começou com um cenário que ninguém poderia ter previsto: foram expostas duas vulnerabilidades sérias no design dos processadores que permitem o roubo de informação privada como palavras-passe, fotos e até certificados de encriptação.

Muito já foi escrito sobre estas vulnerabilidades. Ainda assim, para aqueles que ainda pouco ou nada sabem sobre o assunto, a ESET recomenda a leitura do artigo Vulnerabilidades Meltdown e Spectre: o que precisa de saber.

Um ano depois de ter apresentado o mais completo whitepaper sobre as atividades deste grupo, os investigadores da ESET descobriram uma nova versão do principal malware do Fancy Bear, o Xagent, provando que o grupo continua muito ativo em 2017, e continuará assim em 2018.

A ESET, um líder global em segurança informática, tem-se comprometido a monitorizar o Fancy Bear (também conhecido por Sednit ou APT28) – um dos mais notórios grupos de ciberespionagem do mundo.

Graças ao seu sistema LiveGrid, um sofisticado sistema de análise e monitorização de malware, a ESET conseguiu determinar as ameaças informáticas mais comuns das últimas semanas. Para que os utilizadores fiquem mais atentos a possíveis ataques e mais informados sobre os mesmos, seguem-se as 10 ameaças mais detetadas.

Investigadores de segurança da ESET, em colaboração com a Microsoft e agências policiais – FBI, Interpol, Europol e outras entidades com interesse em cibersegurança – deitaram abaixo uma das maiores botnets existentes, conhecida por Gamarue (detetada pela ESET como Win32/TrojanDownloader.Wauchos), que infetava vítimas desde 2011.

A operação para derrubar a botnet começou a 29 de novembro de 2017, e como resultado desde esforço conjunto, agências policiais por todo o mundo conseguiram fazer uma detenção e obstruir a atividade da família de malware responsável por infetar mais de 1,1 milhões de sistemas por dia.

A ESET associa-se à Black Friday e vai disponibilizar até ao próximo domingo uma seleção de produtos, incluindo o ESET Internet Security, com 35% de desconto.

O ESET Internet Security representa a aposta da ESET para uma proteção global e possui todas as funcionalidades necessárias para proteger o computador dos utilizadores, bem como os seus dados pessoais e privacidade. Características como a garantia de um acesso seguro ao banco e compras online ou o controlo total da webcam e proteção do router, asseguram que as informações pessoais dos utilizadores não vão cair nas mãos erradas.

Uma versão modificada do Windows Movie Maker, cujo objetivo é extrair dinheiro de utilizadores menos atentos, tem sido distribuída com um sucesso surpreendente nos últimos tempos. Este esquema, que já não é novidade, foi impulsionado recentemente graças à otimização para motores de busca do website dos impostores, bem como à procura continuada do verdadeiro Windows Movie Maker, o software gratuito de edição de vídeo da Microsoft que foi descontinuado em janeiro deste ano.

Pág. 1 de 3

Sobre nós

Nascida em 2002, a Wintech é uma pagina web que reúne informações sobre tecnologia. Apresenta regularmente guias, análises, reportagens e artigos especiais de tudo o que rodeia o mundo tecnológico.

O nome Wintech surge com o objetivo de apresentar conteúdos relacionados com o Windows (Win) e também com tecnologia (tech).

Wintech TV

Newsletter

Receba as notícias no seu e-mail

Top

Usamos cookies para lhe dar a melhor experiência online. Ao usar o nosso website, está a concordar com o uso dos nossos cookies em concordância com a nossa política de privacidade.