Google+
Escrito por João Fernandes a 30 Ago. 2012
Sample ImageUm tribunal neo-zelandes decidiu “ajudar” Kim Dotcom dando-lhe autorização para aceder à sua conta pessoal e a cerca de 3,8 milhões de euros. Ao que parece, esta quantia terá já “caminho” a tomar e será usada para o pagamento de honorários dos advogados e alguns gastos pessoais, nomeadamente o aluguer da mansão onde Kim Dotcom vive com a sua família.

A conta bancária tinha sido bloqueada no âmbito da investigação lançada pelas autoridades norte-americanas.

Lembramos que o fundador do popular serviço MegaUpaload, Kim Dotcom, está atualmente em prisão domiciliária a aguardar a realização de uma audição sobre o pedido de extradição para os EUA, onde o criador do Megaupload é acusado de pirataria informática, num caso envolto em polémica.
Sobre o autor

Comentários

comments powered by Disqus
Newsletter
Newsletter
Usamos cookies para lhe dar a melhor experiência online. Ao usar o nosso website, está a concordar com o uso dos nossos cookies em concordância com a nossa política de privacidade. Saiba mais aqui.