Google+
Obter para Microsoft
catid=82
Escrito por João Fernandes a 5 Jan. 2017

A partir de agora, vai ser possível guardar as suas memórias digitais e o seu feed das redes sociais, no FFForget, um projeto que a Kaspersky Lab desenvolveu para lhe devolver o controlo sobre os seus dados.

 

Um recente estudo, conduzido pela Kaspersky Lab, sobre a presença dos utilizadores nas redes sociais, mostra que grande parte das pessoas quer abandonar as redes sociais, principalmente porque as consideram uma perda de tempo. De acordo com o inquérito realizado, redes sociais como o Facebook, Instagram, entre outras, continuam a ser utilizadas pelo medo de perder memórias digitais e o contacto com amigos. 

 

 

Manter o contacto com os amigos pode ser um problema difícil de resolver sem as redes sociais, mas no que respeita à salvaguarda das suas memórias digitais, a Kaspersky Lab tem a solução. A aplicação FFForget vai permitir que se faça um backup de todas as memórias que tem nas redes sociais e que as possa guardar num repositório de memórias seguro e encriptado. O FFForget dá, portanto, liberdade às pessoas para que abandonem qualquer rede social quando quiserem, sem terem de perder nada.

 

Investigações anteriores destacaram uma forte tendência para a utilização de dispositivos digitais como uma parte externa da memória dos seres humanos. Estudos mostram também que as pessoas têm dificuldade em resistir a constantes acessos às suas redes sociais, conversações e notificações nos telemóveis. No entanto, este último inquérito mostra que os utilizadores são autocríticos e estão conscientes do seu vício – cerca de 39% dos inquiridos afirmou acreditar que está a perder tempo nas redes sociais. Cerca de 78% acrescentou ainda que já ponderou abandonar as redes sociais.

 

 

Embora queiram abandonar estas plataformas, acabam por ser levadas a ficar. A grande maioria (62%) acredita que perderia o contacto com os amigos se saísse das redes socias. Perto de 21% dos inquiridos mostrava menos preocupação com a questão dos amigos e mais atenção quanto ao medo de não conseguir recuperar as suas memórias digitais – por exemplo, fotografias – uma vez fora das redes sociais.

 

 

“As redes sociais podem ser um benefício ou um risco. Se forem um benefício, não é problema nosso: acreditamos que todas as pessoas têm o direito de decidir, livremente, que plataformas utilizar ou deixar de utilizar quando quiserem. A verdadeira liberdade digital não é algo que leva, obrigatoriamente, a fazer sacrifícios. O que nós queremos é que as pessoas tenham acesso a uma cópia encriptada de todas as suas memórias digitais”, afirma Evgeny Chereshnev, Diretor de Redes Sociais na Kaspersky Lab. “Com a FFForget queremos criar uma solução que acabe com o medo que as pessoas têm de perder as suas memórias, de sofrer danos nas suas contas ou até um ataque de um hacker. Mas - mais importante – as pessoas que tiverem esta aplicação vão poder abandonar qualquer rede social a qualquer altura, sem perder aquilo que lhes pertence: as suas vidas digitais.”

 

O lançamento da FFForget está agendado para 2017. Os utilizadores que estiverem interessados podem registar-se em ffforget.kaspersky.com para darem o seu feedback construtivo para o desenvolvimento da mesma. Receberão também updates, insights e um acesso antecipado à versão beta que for tornada pública quando estiver disponível.

 

A Kaspersky Lab conduziu um inquérito online que obteve 4831 respostas. O inquérito, composto por oito questões, foi traduzido para nove línguas: inglês, espanhol, português, francês, italiano, alemão, russo, japonês e turco, e programado através do Poll Daddy. O link de acesso ao inquérito foi distribuído através de promoções pagas no Facebook e no Twitter.

Sobre o autor
João Fernandes
Author: João Fernandes
CEO da Wintech
Apaixonado pela tecnologia e tudo o que a rodeia, é o redator e responsável pelos conteúdos do site.

Comentários

comments powered by Disqus
Newsletter
Newsletter
Usamos cookies para lhe dar a melhor experiência online. Ao usar o nosso website, está a concordar com o uso dos nossos cookies em concordância com a nossa política de privacidade. Saiba mais aqui.