Google+
Obter para Microsoft
catid=53
Escrito por João Fernandes a 16 Fev. 2017

A Google lançou a legendagem de vídeos no YouTube em 2006. Três anos mais tarde, estes esforços ganharam outra dimensão com a legendagem automática no YouTube. Hoje, a empresa, anunciou que os vídeos com legendagem automática ultrapassam uns impressionantes mil milhões e contam com mais de 15 milhões de visualizações diariamente.

 

 

“Imagino um futuro em que tudo é legendado de modo a que os mais de 300 milhões de pessoas surdas ou com problemas de audição como eu podem desfrutar de vídeos como qualquer outra pessoa. Na Costa Rica, onde cresci, não havia, na altura, muitas coisas legendadas na minha língua, apenas os filmes ingleses tinham legendas em espanhol.

 

Sentia-me um pouco perdida porque muitas vezes tinham de tentar adivinhar o que estava a acontecer no ecrã ou então criar a versão da estória na minha cabeça. Era quando sonhava com um sistema que pudesse gerar automaticamente legendas de qualidade para qualquer vídeo.

 

Hoje, sinto-me feliz por ver este meu sonho tornar-se uma realidade e fazer parte da equipa no YouTube que explora formas inovadoras de tornar a legendagem mais acessível a toda a gente. Ao longo dos anos, temos registado grandes avanços no número de vídeos com legendas e na precisão destas legendagens.

 

A Google lançou a legendagem de vídeos em 2006. Três anos mais tarde, estes esforços ganharam outra dimensão com a legendagem automática no YouTube. Este foi um grande passo para nos ajudar a acompanhar a escala de crescimento do YouTube. Hoje, os vídeos com legendagem automática ultrapassam uns impressionantes mil milhões. Os vídeos com legendas automáticas são vistos atualmente mais de 15 milhões de vezes por dia.

 

Uma das formas que nos permitiram alargar a disponibilidade da legendagem foi a combinação da tecnologia de reconhecimento automático de voz (ASR) da Google com o sistema de legendagem do YouTube para oferecer legendas automáticas para os vídeos.

 

Havia limitações com a tecnologia que mostravam a necessidade de melhorar a própria legendagem. Por vezes, os resultados nem sempre eram perfeitos levando os criadores a terem momentos de diversão à nossa custa.

 

Um dos nossos principais objetivos tem sido melhorar a precisão das legendas automáticas - algo que não é propriamente simples numa plataforma com o tamanho e a diversidade de conteúdos do YouTube. A chave para o sucesso foi melhorar o nosso sistema de reconhecimento de voz, os algoritmos de machine learning e alargar os testes. Juntos, estes esforços tecnológicos resultaram num acréscimo de 50% na precisão das legendas automáticas em língua inglesa, o que nos aproxima cada vez mais das taxas de erro das transcrições humanas.

 

Continuar a melhorar a precisão das legendas permanece como objetivo ao mesmo tempo que queremos continuar a aumentar o número de vídeos com legendas que já ultrapassa hoje os mil milhões. Queremos também alargar o trabalho a todos os 10 idiomas suportados pela plataforma. Mas isto não poderemos fazer sozinhos. Contamos com uma comunidade incrível de criadores e espectadores em todo o lado. No cenário ideal, cada vídeo deveria ter uma legenda automática gerada pelo nosso sistema seguindo-se depois uma revisão e edição pelo criador. Com as melhorias que fizemos no sistema automático de reconhecimento de voz, isto tornou-se mais fácil do que nunca.

 

Eu sei por experiência própria que quando construímos algo, tendo a acessibilidade como força orientadora, fazemos funcionar a tecnologia para todos”, comunicou Liat Kaver, product manager do Youtube.

Sobre o autor
João Fernandes
Author: João Fernandes
CEO da Wintech
Apaixonado pela tecnologia e tudo o que a rodeia, é o redator e responsável pelos conteúdos do site.

Comentários

comments powered by Disqus
Newsletter
Newsletter
Usamos cookies para lhe dar a melhor experiência online. Ao usar o nosso website, está a concordar com o uso dos nossos cookies em concordância com a nossa política de privacidade. Saiba mais aqui.